”Dois pesos, duas medidas”, avalia Alberto Guerra sobre punição ao Atlético-PR diante de caso racista


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

Para que o torcedor entenda, ocorreu no último dia 31/08, o julgamento no STJD de um torcedor do Atlético-PR que praticou racismo, chamando o jogador Tche Tchê, do Palmeiras, de macaco. A pena aplicada ao clube paranaense foi de uma multa de R$10 mil. Em comparação com o Caso Aranha, ocorrido em agosto de 2014 na Arena, a pena para o Grêmio foi de exclusão de uma competição. Sobre essa decisão ”branda” do STJD, o vice-presidente de futebol do Grêmio, Alberto Guerra, conversou com com Thiago Suman no Grenal Futebol Clube.

”Isso é um exemplo de dois pesos e duas medidas. Mas eu não acho que seja muito errado a atitude que agora do que aconteceu com o Atlético-PR. Acho que houve um certo exagero no caso entre o Aranha e a torcedora gremista. Sem querer passar a mão, sou contra, mas quem trabalha no futebol sabe que não tem espaço para racismo. Se é um lugar mais de mistura, de etnia, de credo, é o futebol,” disse Guerra.

 

Confira a entrevista na íntegra:

Comentários