Desgaste físico, titularidade de Kannemann e próximo desafio: Renato Portaluppi fala após empate contra o Sport

Tricolor empatou em 1 a 1 com o Sport, na Ilha do Retiro, pela 26ª rodada do Brasileirão

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Ao final da partida contra o Sport, na Ilha do Retiro, em que o Grêmio empatou em 1 a 1 com a equipe pernambucana, o técnico Renato Portaluppi lamentou o resultado do jogo, mas chamou atenção para o desgaste físico de seus jogadores, que pode ter influenciado no resultado da noite. A partida realizada neste sábado (19), foi válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“O desgaste é muito grande, tem jogos a cada três dias, com viagens longas. Os jogadores cansam. A gente tentou e, infelizmente, não deu. Sabíamos que seria difícil. Vínhamos de uma eliminação, cansados e com o adversário buscando recuperação. Perdemos o Kannemann no segundo tempo, mas o mais importante foi que a equipe seguiu brigando. O grupo está de parabéns pelo que realizou no jogo, mesmo com um homem a menos”, destacou Renato.

Sobre o zagueiro argentino, o técnico tricolor precisou responder a questionamentos à respeito da sua titularidade. Kannemann retornou ao time após mais de um mês e foi titular no primeiro jogo com o Santos, na Arena, mas acabou sendo substituído no intervalo. No domingo (13), jogou os 90 minutos contra o Goiás. Acabou voltando para a reserva no jogo de volta contra o Peixe, na Vila Belmiro, na última quarta (16), quando o Grêmio foi eliminado na Libertadores. Neste sábado (19), foi titular, mas acabou expulso no início do segundo tempo.

Não vou chegar aqui e falar o porquê ele saiu no intervalo e não começou jogando. Não vou falar porque as pessoas gostam de atirar antes e depois perguntar. Tem informação que não vou expor ninguém. O mais importante é o que eu falo com os jogadores aqui dentro […] O que fico sentido é que as pessoas fora do clube acham que sabem mais do que quem convive com o jogador. É o problema de pessoas que acham que sabem mais, que tem uma informação diferente do que está acontecendo. Se o treinador não põe A ou B para jogar, é porque sabe o que está fazendo“, explicou o técnico.

Deixando a Libertadores e, por enquanto, o Brasileirão de lado, Renato agora pensa na partida contra o São Paulo na Copa do Brasil. O confronto de ida da semifinal ocorre na próxima quarta-feira (23), às 21h30min, na Arena: “O Grêmio, por ser grande, está em mais uma semifinal de Copa do Brasil. Isso precisa ser valorizado porque não é fácil.  É um clássico do futebol brasileiro. O adversário está na liderança do Brasileirão. É uma partida de de 180 minutos. Vamos estudar bem o adversário para tentar chegar na final da Copa do Brasil“, declarou.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Na Ilha do Retiro, o Grêmio empata em 1 a 1 com o Sport
Alisson segue em recuperação e comissão quer retorno no jogo de volta contra o São Paulo
Deixe seu comentário