Defesa deixa a desejar e Grêmio fica no empate com a Chapecoense pelo Brasileirão


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

*Por Bárbara Assmann

 

Em noite a ser esquecida pela defesa, pela má atuação,o Grêmio, ficou no empate com a Chapecoense na Arena do Grêmio. O tricolor colocou em campo time totalmente titular. A partida foi válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro e o placar ficou em 3 a 3. 

Os gols gremistas foram marcados por Geromel, Everton e Tardelli. Já o time catarinense descontou com Everaldo, Gustavo Campanharo e Arthur Gomes. 

O tricolor começou seu jogo como de costume, priorizando a posse de bola. O primeiro lance com perigo veio aos quatro minutos, com Everton. Ele soltou a bomba e o goleiro adversário fez grande defesa. E o gol? Não demorou para chegar. Aos oito minutos, após cobrança de escanteio de Alisson, Geromel cabeceou e marcou. Grêmio 1, Chapecoense 0.

Mas também não demorou para a Chape empatar. E com um golaço! Aos 11 minutos, Everaldo driblou Geromel e fez uma pintura na Arena. Grêmio 1, Chapecoense 1. A zaga do Grêmio, que é um dos pilares da equipe, teve um início turbulento. Foi a segunda vez que deu brecha para Everaldo, e, desta vez, levou a pior tomando o gol. Após o lance, o Grêmio se desconcentrou, mas tentava se estabelecer novamente e construir boas jogadas. 

Foi o que aconteceu. Everton arriscou de longe e marcou aos 25 minutos, sem chances para Tiepo. Grêmio 2, Chapecoense 1. Mas novamente, após falha da zaga gremista, a Chapecoense marcou. Camilo cobrou escanteio e Gustavo Campanharo, subiu mais alto que Leonardo e deixou tudo igual. Grêmio 2, Chapecoense 2. 

A equipe de Santa Catarina estava conseguindo superar com facilidade a zaga gremista. Aos 37 minutos, quase mais um gol. Após erro de Maicon, Camilo saiu em velocidade e acionou Arthur Gomes. O camisa 27 chutou cruzado, mas a bola foi para fora. 

Na segunda etapa, as duas equipes voltaram sem modificação. A Chapecoense conseguia trocar mais passes do que no primeiro tempo, mas o tricolor mantinha a posse de bola.  Vontade não faltava: o Grêmio tomava a iniciativa. Mas algo ainda não estava ajustado, deixando Renato muito bravo. Ele estava enlouquecido no banco de reservas. E ficou ainda mais após um novo gol da Chape. Aos 14 minutos, em outro erro da defesa gremista, Arthur Gomes aproveitou o cochilo de Kannemann e mandou para o fundo das redes de Paulo Víctor. Grêmio 2, Chapecoense 3. 

Após o gol, Renato trocou. Tirou Alisson e colocou Pepê. O tricolor continuou tentando, mas sem sucesso. O técnico gremista modificou seu time mais uma vez: Luan e Tardelli entraram nas vagas de Cortez e Jean Pyerre. E ele, Tardelli quase marcou. Tiepo fez um milagre!

Mas não demorou pra ele conseguir. Aos 35 minutos, Luan cobrou falta na cabeça do camisa 9 que marcou. Grêmio 3, Chapecoense 3. O tricolor gaúcho queria mais, queria virar. Só dava Grêmio no final da partida. O árbitro ainda marcou pênalti, mas, ao conferir o VAR, ele anulou. 

E ficou assim, o Grêmio empatou em casa com a Chapecoense e somou um ponto na tabela do Brasileirão. Agora, o tricolor foi aos 17 pontos, e está na 13ª colocação. A próxima partida também é pelo Campeonato Brasileiro, sábado (10), contra o Flamengo, no Maracanã.

(Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

 

*Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas 

 

Comentários

>