De virada, Inter vence o Athletico-PR por 2 a 1 no Brasileirão e reduz distância para o G6

Reconvocado para a Seleção Brasileira, volante Edenilson (D) marcou os dois colorados.

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Jogando na noite deste sábado (13) pela trigésima-nona rodada do Campeonato Brasileiro, o Inter venceu em casa o Athletico-PR por 2 a 1, de virada. Com esse resultado, o Inter chegou a 47 pontos e se manteve em sétimo lugar, mas encurtou a distância para o G6 (zona de classificação para a Copa Libertadores da América), apenas dois pontos atrás do Fortaleza-CE.

A equipe visitante saiu na frente aos 36 minutos do primeiro tempo, com o atacante uruguaio David Terans. O volante Edenilson (novamente convocado para a Seleção Brasileira) igualou o placar três minutos depois e marcou o gol da vitória para os donos da casa aos 19 minutos da etapa complementar, diante de mais de 10 mil torcedores.

Na próxima quarta-feira (17), às 19h, o Inter encara no Mato Grosso o Cuiabá, décimo-segundo colocado (39 pontos). Já no sábado seguinte (20), recebe no estádio Beira-Rio o Flamengo, em confronto marcado para as 21h30min. Na sequência, terá como adversários Fluminense, Santos (em casa), Atlético-GO (em casa) e, na última rodada, o Bragantino-SP.

Resumo do jogo

O primeiro tempo teve dois momentos distintos. Até os 15 minutos, houve maior posse de bola pelo Athletico, que conseguia envolver o Inter e criar espaços para arrematar da entrada da área. Depois, o confronto apresentou maior domínio colorado.

A equipe gaúcha conseguia agredir em velocidade a zaga atleticana, que sofria tanto nas costas de Pedrinho, ala-esquerdo, quanto para conter Moisés e Patrick, intensos para incomodar a direita da defesa rival.

Centralizado nas costas de Cadorini, o chileno Palacios voltou a ter boa atuação com a camisa vermelha. Aos 21 minutos, ele pegou a sobra de corte da zaga e exigiu defesa segura de Santos, que dois minutos mais cedo quase fora vazado por testaço de Lindoso.

Pouco depois, Palacios foi “garçom” de Patrick, que saiu de cara com o goleiro, fintou o goleiro, mas chutou sem direção. Quando o gol colorado parecia questão de tempo, o uruguaio Terans fez bonita jogada individual para abrir o placar no estádio Beira-Rio. A desvantagem não impactou o Inter, que empatou aos 39 minutos:

Moisés, em velocidade pela esquerda, deixou a marcação comendo poeira e cruzou rasteiro. Na altura da meia-lua, Palacios recebeu e, de primeira, acelerou até Edenilson, que encheu o pé diante da saída de Santos. Zagueiro responsável pela cobertura, Pedro Henrique até conseguiu desviar a bola, mas sem impedir que ela balançasse as redes paranaenses.

Na segunda etapa, se o Athletico-PR conseguiu conter o ânimo vermelho no início do primeiro tempo, o mesmo não se pode dizer da abertura da etapa final. Insinuante, o Inter martelou desde o reinício do confronto, uma vez mais apostando na força do trio de meias formado por Edenilson, Palacios e Patrick.

O gol da virada, contudo, custava a sair, motivando Aguirre a colocar Mauricio na vaga de Cadorini. A troca aumentou a presença colorada na região central do campo e foi recompensada em pouco tempo.

Aos 19 minutos, Johnny e Mauricio tabelaram com estilo até o camisa 27 invadir a área. Travado pela marcação, o arremate do meio-campista encontrou rebote no pé direito de Edenilson, que finalizou de cobertura para anotar o segundo seu e do Inter na noite.

Em vantagem, Aguirre colocou Heitor e Mercado, redesenhou a defesa com três zagueiros, e garantiu os três pontos.

Ficha técnica

– Inter: Marcelo Lomba, Saravia (Heitor), Bruno Méndez, Victor Cuesta, Moisés, Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso (Jhonny), Edenilson, Palacios (Mercado), Patrick e Matheus Cadorini (Mauricio). Técnico: Diego Aguirre.

– Athletico-PR: Santos, Pedro Henrique (Jader), Thiago Heleno (Zé Ivaldo), Nico Hernández, Marcinho, Christian (Bissoli), Cittadini, Pedrinho, Nikão (Pedro Rocha), Renato Kayzer (Carlos Eduardo) e David Terans. Técnico: Alberto Valentim.

– Arbitragem (toda catarinense): Ramon Abatti Abel, auxiliado por Kléber Lúcio Gil e Henrique Neu Ribeiro. No VAR, Rodrigo Dalonso Ferreira.

– Cartões: todos amarelos, para Bruno Mendéz, Rodrigo Lindoso, Victor Cuesta, Moisés e Maurício pelo lado do Inter, mais Thiago Heleno, Marcinho e David Terans para o Athletico-PR.

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Inter x Athletico-PR: Escalações, momentos, arbitragem e transmissão
Grêmio leva 3 a 1 do América-MG fora de casa e se complica ainda mais no Campeonato Brasileiro
Deixe seu comentário