De virada, Grêmio perde para o Iquique no Chile

A partida entre Deportes Iquique e Grêmio, em Calama, no Chile, nem parecia de Libertadores da América. Com o Estádio Zorros del Desierto praticamente vazio, as equipes protagonizaram um jogo pouco movimentado, que culminou com a derrota tricolor, de virada, pelo placar de 2×1.

No time titular, a dúvida ficou por conta dos substitutos de Miller Bolaños e Maicon, ambos lesionados. As opções eram diversas, inclusive com a possibilidade de alteração no esquema. Renato Portaluppi optou por escalar Jaílson e Michel na dupla de volantes e Lucas Barrios no comando do ataque. Marcelo Grohe, Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Olveira formaram o sistema defensivo. Pedro Rocha, Luan e Ramiro fecharam a segunda linha do meio-campo.

Sobrevida para o Iquique

O Grêmio começou avançando logo no início. Lucas Barrios acertou o travessão, após cruzamento, mas a jogada já havia sido interrompida. Apesar disso, não demorou muito para os gaúchos abrirem o marcador. Luan cobrou escanteio na primeira trave, Kannemann desviou para o meio e Lucas Barrios entrou finalizando para o fundo das redes. A resposta dos chilenos veio rapidamente, através de D’Avila. O lateral-esquerdo recebeu e chutou forte, para a boa defesa de Marcelo Grohe e, no rebote, sofreu pênalti de Ramiro. Na cobrança, Bielkievicz bateu no canto e marcou o seu quarto gol na Libertadores da América.

Sem criatividade na primeira etapa, o tricolor, depois de sofrer o empate, chegou apenas na cabeçada de Ramiro, que obrigou Cortéz a realizar boa defesa. A igualdade, assim como a vitória, classificava o Grêmio para as oitavas-de-final antecipadamente.

Portaluppi não realizou alterações no intervalo, mas demorou poucos minutos para mexer na equipe na etapa complementar. Antes, Pedro Rocha cometeu falta perigosa na intermediária, que, na cobrança, Diego Torres marcou um golaço, sem chance para Grohe.

Em desvantagem, Fernandinho ingressou na partida, no lugar de Jaílson, recuando o posicionamento de Ramiro. No entanto, a dificuldade em manter a posse de bola, fez com que o comandante tirasse Pedro Rocha, colocando Arthur na meia. Os problemas ficaram evidenciados quando Pedro Geromel precisou arrancar do campo de defesa, até a linha da grande área adversária para construir a jogada. O zagueiro rolou para Luan entrar chutando, mas o atacante mandou por cima do travessão.

Os gremistas voltaram a assustar somente na reta final do duelo. Em escanteio semelhante ao primeiro gol, Michel desviou a bola e Lucas Barrios pegou de primeira. Dessa vez, Cortéz impediu o empate no placar, que classificaria a equipe de Porto Alegre. Everton ainda ingressaria na vaga de Michel, sem conseguir produzir grandes lances.

Já com cartão amarelo na conta, pela penalidade cometida, Ramiro entrou forte em Rafael Caroca e foi expulso, deixando o time de Renato com um homem a menos. E sobrou tempo para Ramos dominar nas costas de Geromel e disparar um forte chute na trave de Marcelo Grohe.

A derrota no Chile deixa o Grêmio estacionado ainda nos 10 pontos, mas na liderança do Grupo 8. O Deportes Iquique, por sua vez, chega aos 9 e ainda sonha com a classificação para a fase de mata-mata da Libertadores da América. Na última rodada, o tricolor enfrenta o Zamora, que já está eliminado, na Arena.

Comentários

comments