Da defesa ao ataque: os números dos reforços colorados até a parada das competições

Foto: Ricardo Duarte

Eduardo Coudet chegou ao Inter com uma proposta: montar um time ofensivo, que propõe o jogo e que não tenha medo de atacar. A posse de bola e a defesa adiantada, na ideia de empurrar os rivais para o seu campo, também são do estilo de jogo do argentino.

Para colocar o modelo em prática, Chacho precisava de atletas que combinassem com o seu perfil de jogo. Pedido atendido pela diretoria colorada.  Ao todo, foram oito contratações: o volante Musto, os laterais Moisés, Rodinei e Renzo Saravia, os meias Marcos Guilherme, Boschilia e Thiago Galhardo, e o atacante Gustavo

E a participação dos recém-chegados se confirmou. Até a parada em função da pandemia de coronavírus, os números mostram 73% de aproveitamento.  Foram 15 jogos (Campeonato Gaúcho e Libertadores), somando 9 vitórias, 3 empates e apenas 1 derrota sob o comando do argentino.

A Rádio Grenal detalha os números das oito contratações:

Musto

O argentino de 32 anos chegou em Porto Alegre a pedido de Eduardo Coudet, pois os dois já haviam trabalhado juntos no Rosário Central. Vindo por empréstimo do Huesca, da Espanha, até o final de 2020, assim que chegou já era peça principal no estilo de jogo de Chacho. Musto seria o primeiro homem depois da dupla de zaga, recuando para iniciar as jogadas e dar mais liberdade para os zagueiros avançarem. 

Nesta temporada, participou de 10, dos 15 jogos do colorado. Somando Libertadores e Campeonato gaúcho, o volante já levou seis cartões amarelos, sendo dois, os que o levaram a expulsão no Grenal 423, pela semifinal do Campeonato Gaúcho. Musto empata com o zagueiro Cuesta e o lateral Rodinei no número de interceptações, com 4 no total. 

Jogos: 10 (9 como titular)

Gols:

Interceptações: 4

Amarelos: 6

Vermelhos: 1

 

Moisés 

Moisés chegou ao Inter como um reforço para consolidar a lateral colorada, e acabar com o revezamento na posição, que vinha acontecendo em 2019. O lateral-esquerdo tem na força física e na velocidade suas principais características de jogo. Ao todo, jogou sete jogos pelo colorado, sendo seis como titular. 

Em fevereiro, sofreu com uma entorse no tornozelo esquerdo, que o deixou fora do jogo de ida contra o Tolima e contra a Universidad Católica, pela Libertadores. Junto com Nonato e  Cuesta, Moisés é o segundo jogador com mais desarmes, 17 no total, só perdendo para Rodrigo Lindoso, com 21. O lateral também possui duas assistências na conta, uma pelo Gauchão, no gol de Nonato, sobre o São José, e uma pela Libertadores, na vitória por 2×0 sobre a Universidad de Chile, no gol do Marcos Guilherme.  

Jogos: 7 (6 como titular)

Gols:

Assistências: 2 

Desarmes: 17

Amarelos: 1

Vermelhos: 1

 

Rodinei 

Outro lateral que desembarcou em Porto Alegre foi Rodinei. Vindo do Flamengo, onde conquistou a Copa Libertadores e o Campeonato Brasileiro, Rodinei disputou 9 jogos pelo colorado e foi titular em todos eles. O lateral-direito vem tendo um início positivo na nova equipe nesses primeiros meses, e foi se encaixando no sistema de jogo de Eduardo Coudet. 

Com a chegada de Renzo Saravia, Rodinei disputará a posição com o argentino, mas tem a seu favor a eficiência no passe. No último jogo do Inter pela Libertadores, no Grenal, Rodinei teve uma eficiência de passes certos de 83%. Ainda, Rodinei é o líder, com Musto e Cuesta, nas interceptações do time colorado, com 4 no total. 

Jogos: 9 (9 como titular)

Gols:

Assistências: 0 

Interceptações: 4

Amarelos: 2

 

Thiago Galhardo

Vindo do Ceará, Thiago Galhardo chegou ao Inter com o aval de Coudet pela temporada que fez em 2019. O meia não só desbancou D’Alessando do time titular, como é o artilheiro da equipe, com Guerrero. Ainda é o segundo com mais assistências, duas, atrás de D’Ale, que tem três. 

Meia de origem, a opção de Thiago Galhardo no ataque se deu pela falta de outro centroavante para revezar com Paolo Guerrero. Das 12 partidas que disputou, em sete, saiu jogando como titular. 

Jogos: 12 (7 como titular)

Gols:

Assistências: 2 

Amarelos: 1

 

Marcos Guilherme

FOTO: RICARDO DUARTE

Marcos Guilherme é o jogador que mais jogou pelo Inter até a parada do calendário. Seja como titular, seja como reserva, dos 15 jogos disputados, o meia esteve presente em 14 deles. Só ficou de fora da goleada por 4 a 1 sobre o São José-RS, no último jogo do Gauchão antes da interrupção do campeonato.

Vindo do Al Wehda,Marcos Guilherme se consolidou como uma boa alternativa para aumentar a velocidade do setor ofensivo da equipe de Coudet. O meia ainda está concorrendo ao título de gols mais bonito da Copa Libertadores, após seu balançar as redes contra o Universidad de Chile. 

Jogos: 14  (7 como titular)

Gols:

Assistências: 1  

Amarelos: 5

 

Boschilia

FOTO: RICARDO DUARTE

Mais um nome anunciado pela diretoria colorada, o meia Boschilia, vindo do Mônaco, também tem se destacado entre os reforços do Inter nesta temporada. A brecha deixada pela lesão de Patrick o fez aproveitar a oportunidade. O meia pensa o jogo, busca auxiliar com as chegadas à área rival, e, além disso, o camisa 21 colorado tem se destacado como ladrão de bolas. 

Boschilia está entre os jogadores com o maior número de desarmes da equipe, são 14 no total, sendo a maioria delas no campo de ataque. Dos 15 jogos, disputou 9 e já balançou as redes. 

Jogos: 9  (7 como titular)

Gols:

Assistências: 1

Desarmes: 14   

Amarelos: 2

 

Gustagol 

Artilheiro da série B pelo Fortaleza no ano de 2019, Gustagol chegou ao Inter buscando fazer jus ao seu apelido no colorado também. Um dos últimos reforços a ser anunciado, Gustavo ainda busca seu espaço na equipe de Eduardo Coudet. 

O atacante jogou 90 min em apenas dois jogos: no empate contra o Caxias em 1×1, e na vitória em cima do Brasil de Pelotas por 2×0. Na Libertadores, entrou aos 82 min no confronto entre Inter e Universidad Católica. O centroavante pode ser uma alternativa para comandar o ataque no lugar de Paolo Guerrero, mas ainda precisa se consolidar na equipe colorada. 

Jogos: 3  (1 como titular)

Gols:

Assistências: 0  

Amarelos:

 

Renzo Saravia

FOTO: RICARDO DUARTE

O último nome anunciado pela diretoria colorada até o momento foi o de Renzo Saraiva. Vindo do Porto, e com contrato de empréstimo até o fim de 2020, o lateral-direito já havia trabalhado com Eduardo Coudet no Racing entre 2018 e 2019. Como já trabalhou com Chacho antes, o lateral já conhece o estilo de jogo preferido do professor, onde os laterais jogam mais avançados. 

Saravia disputa espaço com outro reforço da temporada, Rodinei, que ainda não conseguiu se consolidar na posição. Apesar de apenas dois jogos com a equipe colorada, o argentino já conta com uma assistência, na vitória colorada contra o Brasil de Pelotas, no primeiro gol de Patrick no jogo. 

Jogos: 2 (2 como titular)

Gols:

Assistências: 1 

Amarelos: 0

*Dados retirados de SofaScore e OGol

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Da defesa ao ataque: os números dos reforços gremistas até a parada das competições
Grêmio tem 5° caso de Covid-19 em sua diretoria
Deixe seu comentário