Complicou para o Grêmio


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Grêmio e Rosario Central fizeram um jogo nervoso na noite desta quarta-feira (27) na Arena. A vitória do time argentino, veio logo aos 13 minutos do primeiro tempo com o gol de Marco Rúben, o quinto gol do atacante na competição. Com a derrota, o Grêmio precisa vencer por dois gols de diferença na próxima quinta-feira (5/5) em Rosario na Argentina.

 

Filme de terror

 

O primeiro tempo começou truncado, com o time argentino jogando melhor. Com marcação adiantada e sem deixar a equipe da casa sair. A equipe gremista não conseguiu se impor como nas últimas partidas disputadas em casa, onde o time de Roger Machado marca sob pressão e não deixa o adversário jogar. Desta vez, o tricolor experimentou do próprio veneno. Com mais posse de bola, o Rosario chegou e em uma bola lançada para dentro da área, Bressan falhou cabeceando para trás, a bola caiu nos pés do artilheiro Marco Rúben, que aproveitou e chutou forte. Marcelo Grohe não conseguiu espalmar pra fora e a bola ficou na rede do Grêmio, estava aberto o placar à favor do time porteño aos 13′ do primeiro tempo.

Sem a boa mecânica de sempre, o Grêmio errou muitos passes e permitiu que a marcação do Rosário fosse superior durante quase todo o primeiro tempo. Além da boa marcação, os argentinos abusaram das faltas, da catimba e de trancar o relógio. Com o placar adverso, o tricolor não sou be se orientar em campo e saiu para o vestiário agradecendo pelo final da primeira etapa. Um pouco antes do final, Miller Bolaños após cobrança de escanteio de Douglas chutou forte por cima do gol. E foi isso, antes do final, Marco Rúben tentou encobrir Marcelo Grohe e a bola ficou no travessão.

 

Mais do mesmo

 

A segunda etapa começou e nada mudou. O tricolor não acertava uma sequencia de passes digna de fazer a bola chegar ao ataque em condições de arremate. Eram 12′ da segunda etapa e apenas Douglas, havia chutado, fraco de fora da área nas mãos do arqueiro Sosa.

Eduadro Coudet, promoveu a entrada de Lo Celso, e retirou o artilheiro Marco Rubén ainda no intervalo,  aos 15′ foi a vez de Roger Machado mexer, entrou Éwerton  e saiu Maicon que estava mau no jogo. Logo depois, foi a vez de Miller Bolaños deixar o gramado da Arena, como não tinha condições para mais que sessenta minutos, deu lugar para o centroavante Bobô. Sem ver nada mudar dentro de campo, Roger colocou Lincoln e retirou Douglas aos 26′.

A partida ia se tornando casa vez mais dramática. O Rosario controlou todas as ações do meio de campo, tanto defensivas quanto ofensivas. Walace não conseguiu apresentar o mesmo futebol dos últimos jogos. Mesmo assim, na base da raça e da superação o Grêmio tentava avançar. Nitidamente cansados, os jogadores do tricolor iam aumentando apenas uma estatística, a de passes errados. O segundo tempo se encaminhou para o final com o Grêmio sem conseguir sair de trás com qualidade.
Sem mais nada a fazer, aos 50′ da etapa complementar o árbitro peruano apontou o centro e finalizou a partida, o time saiu vaiado pelos.

Com a derrota o tricolor precisa vencer na Argentina nenhum empate serve. Vitória por um a zero leva a decisão para os pênaltis. Qualquer vitória por um gol a mais de diferença o tricolor avança.

 

Ficha técnica:

 

Dono da bola Coca Cola:  O jogador Cervi 21 anos, meia canhoto e camisa 10 do Rosario foi o destaque da partida.

 

Público e renda Grêmio x Rosario Central:

Público pagante: 31.762
Público não pagante: 2.859
Público total: 34.621
Renda: 1.271.921,00

 

 

Comentários