“Como é que eu não vou liberar?”, diz prefeita de Pelotas sobre clássico na cidade

Foto: Facebook/ Prefeitura Municipal de Pelotas

A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, falou na manhã desta sexta-feira (10), com exclusividade à Rádio Grenal, e disse estar surpresa com a decisão do governador do estado, Eduardo Leite, de retomar o Campeonato Gaúcho no dia 23 de julho.

“Obviamente eu não quero prejudicar o Brasil e o Pelotas, mas é complicado um campeonato estadual onde times de diversas regiões participam e essas regiões vivem momentos diferentes. Então isso dificulta. Inclusive, me surpreendi um pouquinho com essa decisão, mas entendo. Não é fácil estar no lugar de quem decide”.

A prefeita se reunirá na tarde desta sexta com a sua equipe de vigilância sanitária, para tomar uma decisão sobre permitir que os jogos aconteçam na cidade, e orientar os clubes quanto aos protocolos que precisarão ser seguidos.

“A partir desta reunião, nós vamos construir um protocolo, que não sei se vai ser o que os clubes esperam de nós, nos próximos dias. Mas em princípio, a minha ideia não é que eles treinem em outra cidade. Melhor que eles treinem aqui e fiquem aqui”.

A rodada de retorno do Gauchão será caracterizada pelos clássicos.  A tabela original, prevê a realização de Grenal, CaJu e BraPel na na rodada do dia 23.

“Agora vamos conversar, dialogar e buscar uma solução, buscando o melhor caminho possível, o caminho com mais bom senso. Não prejudicando os clubes da nossa região, que seria muito injusto. E por outro lado, também, buscando todos os protocolos de proteção aos atletas e quem trabalha nos clubes. Essa é a nossa missão nesse momento”, ressaltou Paulo Mascarenhas.

Conforme definição do governo do estado, os prefeitos possuem poder para restringir as regras definidas pelo governador. Com isso, a prefeitura de Pelotas pode optar por não aceitar que o jogo aconteça na cidade.

“Como é que eu não vou liberar? Se eu pudesse decidir o geral do campeonato, aí talvez eu teria outra posição. É difícil para os prefeitos proibirem que seus clubes participem“, questionou a prefeita.

 

 

 

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Entrevistas Especiais

Compartilhe esta notícia:

Dirigentes das categorias de base da dupla Grenal falam sobre jovens promessas
Em entrevista à Grenal, prefeito Marchezan explica que decisão por liberação dos jogos passa por ampliar mensagem de conscientização sobre a Covid-19
Deixe seu comentário