Com reservas, Grêmio perde por 3×1 para o Flamengo pelo Brasileirão


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

O Grêmio enfrentou o Flamengo, neste sábado (10). O jogo, válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, aconteceu no Maracanã, no Rio de Janeiro. Já no primeiro tempo, o Rubro-Negro abriu o placar pelos pés de Willian Arão. No final do primeiro tempo, um pênalti surgiu e Galhardo igualou tudo. Já no segundo tempo, o Grêmio tentou reagir, mas o Flamengo marcou aos cinco minutos com Arrascaeta, e aos 46 do segundo tempo com Everton Ribeiro, ampliando o placar. Enquanto o Flamengo briga pelo topo, o Grêmio se mantém no meio da tabela do campeonato.

O Tricolor entrou em campo com reservas. Dos titulares, só viajaram Éverton, Cortez e Matheus. Renato Portaluppi decidiu poupar o restante do grupo para a disputa por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira (14). O Flamengo foi com força máxima, dentro do possível, já que conta com uma série de desfalques. Além disso, a equipe de Jorge Jesus teve a estreia de Filipe Luís em casa.

No primeiro tempo, o Grêmio atuou bem e já chegou com perigo nos minutos iniciais. Aos seis, Pepê chegou bem, mas foi desarmado. O Flamengo também se esforçava para abrir o placar. Era pela direita do ataque que o Rubro-Negro chegava, pressionando a esquerda gremista.

O árbitro começou a mostrar cartões: para Rafinha por falta em Luan e para Thaciano por falta em Arrascaeta. O Grêmio apareceu bem novamente com Pepê e bola nas redes, mas por fora! E não era a vez dos tricolores na partida mesmo. Foi o Flamengo que conseguiu abrir o placar. Com passe de Arrascaeta, Willian Arão entrou na área, cara a cara com o goleiro e abriu o placar, no angulo direito.

O rendimento da equipe de Renato caiu, após tomar o gol. O jogo seguiu difícil para o Grêmio e Juninho Capixaba foi punido com amarelo por falta em Arrascaeta, ficando de fora do próximo compromisso do time. Mas, já no final da etapa inicial, Pablo Marí comete pênalti em David Braz. Na conferência do VAR, o árbitro marca a penalidade máxima. Galhardo foi para a bola e marcou. Tudo igual: Grêmio 1. Flamengo 1.

No segundo tempo, já aos cinco minutos de jogo, o Flamengo voltou a frente do placar com um gol de Arrascaeta. O chute de Bruno Henrique bateu na trave, e numa falha de Júlio Cesar e David Braz, Arrascaeta marcou para a equipe Rubro-Negro. O Grêmio tentou reagir num contra-ataque, aos sete minutos, com Galhardo, que bateu forte para a área, mas Diego Alves defendeu.

Renato Portaluppi fez alterações na equipe: aos onze minutos Everton entrou no lugar de Galhardo, aos 25 Luciano foi substituído por Patrick e aos 39 quem saiu foi o Luan, substituído por Da Silva. O Flamengo também fez três alterações na equipe: Filipe Luis por Renê, aos 16 minutos, Berrío, que recebeu cartão amarelo, por Everton Ribeiro, aos 20 minutos, e Cuéllar, que saiu aos 32 minutos para a entrada de Piris da Mota.

Aos 28 minutos do segundo tempo, a equipe Rubro Negro tinha mais de 60% de posse de bola. Aos 29, Cueller foi punido com cartão amarelo, por cometer falta em Patrick. Arrascaeta tentou outro gol, aos 35 minutos, mas Julio Cesar defendeu. No final do segundo tempo, a equipe tricolor teve uma grande chance de gol: depois de um cruzamento de Juninho Capixaba, a bola sobrou para Pepê, que quase empatou de bicicleta.

Apesar do esforço, a defesa do Grêmio apresentou falhas, e aos 46 do segundo tempo, mesmo com cinco jogadores na área, Everton Ribeiro colocou a bola no canto esquerdo de Julio Cesar e ampliou o placar para o Flamengo. 

Essa foi a primeira derrota da equipe tricolor após a pausa para a Copa da América. O próximo compromisso do Tricolor é na quarta-feira (14), contra o Athletico-PR, pela ida da semifinal da Copa do Brasil. A partida será em casa e o Grêmio contará com a torcida para levantar vantagem para a decisão.

(Foto: Lucas Uebel/ Reprodução Grêmio FBPA)

Comentários

>