Com críticas à arbitragem, Renato Portaluppi fala em utilizar grupo de transição no Campeonato Brasileiro

Derrota deste domingo (24), coloca um fim na sequência gremista de onze clássicos sem perder

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O técnico gremista Renato Portaluppi utilizou a entrevista coletiva após o clássico 429 para desabafar sobre as decisões da arbitragem. O Grenal deste domingo (24), terminou com uma vitória colorada por 2 a 1, o fim de uma sequência gremista de onze clássico sem perder e muita polêmica em relação às decisões do árbitro da partida, Luiz Flávio de Oliveira.

O técnico reclama de dois lances diferentes. Primeiro na disputa de Nonato com Ferreira, que caiu na área do Inter e o árbitro, após ouvir o VAR, mandou o jogo seguir. Já no último lance do clássico, a bola bateu na mão de Kannemann e o juiz deu o pênalti, que foi convertido no segundo gol colorado. Neste lance, Luiz Flávio também foi alertado pelo VAR e manteve sua decisão.

O que não pode ser normal é o que aconteceu no pênalti em cima do Ferreira (não marcado) e o pênalti para o Inter. O Grêmio sempre quis ganhar o Brasileiro, mas depois de hoje (domingo), será que temos que continuar disputando? Se o presidente me autorizar, vou botar o transição no restante do campeonato. Isso é carta marcada, todo mundo viu o que aconteceu aqui, não querem que o Grêmio ganhe ou outro clube? É para o Inter ganhar? Se eles queriam avacalhar o Brasileiro, conseguiram. Ganhar a gente quer, mas eles não deixam, a gente trabalha a semana toda e vê essa palhaçada“, disse Renato.

Indignado com as penalidades, o técnico sugeriu a utilização da equipe de transição gremista, os jogadores sub-23, no restante do Campeonato Brasileiro: “Eu fui criticado por o Grêmio não querer nada com o Brasileiro. Isso nunca houve. Eu pergunto: temos que continuar disputando o Brasileiro? Se o presidente autorizar, vou colocar a transição para jogar o resto do Brasileiro e a gente se prepara para a final da Copa do Brasil. Só o presidente dar o ok. Para ver isso aí, é melhor ficar treinando”.

Polêmicas a parte, Renato também destacou uma melhora da sua equipe no decorrer da partida, mas lamentou a derrota: “Não estou tirando os méritos do Inter, não dá para perder dessa maneira. A  gente perdeu a invencibilidade pelo que aconteceu aqui, não adianta falar outra coisa […] O líder do campeonato é o Inter, eles que tinham que pressionar. O Inter não criou, o Grêmio não criou. Quando o sol foi embora, melhoramos, começamos a jogar e poderíamos ter saído com a vitória. Aí aconteceu o que aconteceu. Não adianta nadar contra a maré. Agora veremos o que vai acontecer”.

Com a derrota o tricolor segue na sexta colocação na tabela, com 56 pontos.O elenco do time principal do Grêmio se reapresenta na tarde desta segunda-feira, no CT Luiz Carvalho e inicia a preparação para a partida atrasada pela 23ª rodada, diante do Flamengo, às 20h da próxima quinta-feira, na Arena.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

De virada, Inter vence o Grenal por 2 a 1 e amplia liderança no Campeonato Brasileiro
Lances polêmicos marcam Grenal 429; analista de arbitragem da Rádio Grenal avalia
Deixe seu comentário