Brasil e Argentina é suspenso pela Conmebol

Partida durou pouco mais de quatro minutos

Foto: Reprodução / Internet

A partida entre Brasil e Argentina, válida pela 6ª rodada das Eliminatórias, foi suspensa pela Conmebol na tarde deste domingo (05). Paralisação do confronto ocorreu por conta de quatro jogadores argentinos, que de acordo com agentes da Anvisa, teriam descumprido protocólos sanitários da Anvisa. 

Há pouco mais de duas semanas, a Premier League, ou Campeonato Inglês, decidiu vetar à convocação de seus jogadores para países em bandeira vermelha em relação à pandemia, como Brasil e Argentina por exemplo. Com isso, nove jogadores tiveram de ser cortados pela seleção brasileira: Alisson, Ederson, Thiago Silva, Fabinho, Fred, Raphinha, Richarlison, Gabriel Jesus e Roberto Firmino

Para não perder seus jogadores, a AFA, Associação de Futebol Argentino, fez um acordo com os ingleses, que iria utilizar os atletas em apenas duas das três partidas, e continuou com eles no elenco. Os argentinos, porém, ao chegar no Brasil, não declararam que passaram pelo Reino Únido, e então, não tiveram de cumprir o isolamento social obrigatório. 

Foram jogados pouco mais de quatro minutos, quando um dos agentes da vigilância sanitária adentrou o gramado, pedindo pelo fim da partida. Um projeto de confusão se instaurou quando dois atletas argentinos se desentenderam com o profissional de saúde. Contudo, os nervos foram acalmados e os hermanos rumaram aos vestiários.

Diferente do elenco argentino, os brasileiros permaneceram no gramado durante toda indefinição. 40 minutos se passaram, até que a Conmebol, em seu perfil oficial, anunciou a suspensão da partida, sem data de remarcação. Após o anúncio, o time no técnico Tite disputou um rachão para os torcedores.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Esporte

Compartilhe esta notícia:

Governo publica decreto e próximos jogos de Grêmio e Inter poderão contar com a presença de público
Presidente da FGF fala sobre protocolo para retorno do público ao estádio: “Se não quer usar máscara, fica em casa”
Deixe seu comentário