Bracks destaca negociações por jovens e chegadas de Paulo Victor e Bruno Méndez

O dirigente colorado conversou com a Rádio Grenal na manhã desta quinta-feira (24)

Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

Na manhã desta quinta-feira (24), o executivo de futebol do Inter, Paulo Bracks, conversou com a Rádio Grenal antecedendo o confronto diante da Chapecoense, válido pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. O dirigente confirmou as negociações avançadas por Paulo Victor, lateral-direito do Botafogo, e Bruno Méndez, zagueiro do Corinthians.

“O Paulo Victor ainda não é um reforço nosso, a gente ainda espera. Já estava há um bom tempo com idas e vindas na negociação”, afirmou, Bracks. O dirigente informou que as conversas já estavam acontecendo há alguns dias e que o clube pretende anunciar oficialmente nos próximos dias o jogador como novo reforço após os exames médicos e liberação das documentações. Porém, acerca do valor que estava sendo divulgado – cerca de R$ 6 milhões -, o profissional frizou que o jovem virá por um preço menor que o anunciado.

A vinda de Sidnei foi descartada no momento por Bracks: “Hoje, não tem essa possibilidade”. Entretanto, o dirigente confirmou um possível negócio envolvendo Peglow e Léo Borges ao Porto: “A gente pretende colocar essa negociação pra frente com esses dois atletas e vai ser muito positivo para o Internacional”. Acerca da chegada do zagueiro Bruno Méndez, “A situação acabou acelerando nos últimos dias, já havia um interesse nosso e facilitou dentro de uma possibilidade que nós abrimos também. É um atleta que temos tudo para anunciar nos próximos dias também dependendo de exames médicos e burocracias de documentos, os clubes estão muito bem encaminhados e com o atleta”.

Apesar do momento turbulento, Paulo Bracks comentou que o ambiente no plantel colorado se encontra muito positivo. “Há uma mudança de clima, uma mudança de ares. Com a bola no pé e também com os atletas se comunicando, a gente vai ter essa mudança sim”. Ainda, sobre uma ajuda psicológica aos jogadores, assunto debatido pelos torcedores por conta de falhas em momentos decisivos, o dirigente falou que na comissão técnica colorada os profissionais trabalham esta questão com os atletas. Paulo Paixão, multicampeão por onde passou, pode ser um nome que ajudará na preparação psicológica destes jogadores, Bracks falou sobre o profissional: “O Paixão vem para ser o coordenador físico”, entretanto, descartou no momento a contratação de um coordenador técnico.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Chapecoense x Inter: Escalações, momentos, arbitragem e transmissão
Com gols de Caio Vidal e Yuri Alberto, Inter vence Chape e quebra tabu de 13 anos
Deixe seu comentário