Barcellos defende Ramirez e questiona arbitragem: “A atuação do Vuaden foi decisiva”

Alessandro Barcellos falou em entrevista coletiva após o empate no Grenal 432 que culminou no título gaúcho do Grêmio

Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

A perda do título gaúcho para o Grêmio fez o presidente do Inter, Alessandro Barcellos, ir ao microfone responder acerca de questões que pairam o momento instável que o colorado vive. Na coletiva, o dirigente comentou sobre o trabalho do técnico Miguel Ángel Ramirez, dentre outros assuntos.

JOGADORES

Questionado sobre o grupo de jogadores, Barcellos respondeu: “Nós temos jogadores importantes no nosso plantel, todos tem valor muito importante. Não se faz time vencedor somente com jovens ou somente com mais experientes. É esse equilíbrio que estamos buscando”.

PROJETO

No primeiro ano como presidente do Inter, Alessandro Barcellos junto de sua diretoria vem apostando em um novo projeto que pretende revolucionar a forma de jogo do colorado. Entretanto, os últimos resultados acabaram deixando o torcedor colorado insatisfeitos.

Contudo, o dirigente garantiu: “Projeto não é do Ramírez, é do Inter. Ele faz parte do contexto, chegou para mudar a forma de jogo. Para que seja protagonista, que não seja reativo. Que não seja um Inter sofrendo e jogar por uma bola sempre. Isso demanda tempo”. O dirigente também reclamou do pouco tempo para o técnico implementar suas ideias: “Não tivemos tempo de fazer uma transição, estamos fazendo a transição jogando”.

CONFUSÃO NO GRENAL

Durante a partida aconteceu a confusão envolvendo o atacante Yuri Alberto e o lateral-direito, Rafinha. Na coletiva, Alessandro deu sua opinião acerca do lane: “A expulsão foi injusta, gostaria de ouvir a análise de vocês. Não tiro o mérito do Grêmio e não quero transformar como assunto principal. A atuação do Vuaden foi decisiva”.

CONTRATAÇÕES

Questionado acerca de novas contratações, o presidente Alessandro Barcellos comentou sobre a possibilidade de novos anúncios: “Estamos atento ao mercado. Todos sabem da situação financeira que vivemos. Não vamos repetir erros do passado. A receita de todos é ganhar a qualquer preço e custo. Não vindo o título, alguém terá que pagar a conta”. E completou: “Vamos contratar com muito critério. Nós temos responsabilidades com o grupo. Não podemos assumir novas, sem garantir aquilo que já assumimos”.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Ramirez lamenta perda do título gaúcho e afirma: “Aqui não há tempo para perder”
Com ótimo início de temporada, Grêmio trabalha renovação de Ferreira
Deixe seu comentário