Após empate com o Coritiba, Renato analisa o jogo e relata: ”Faltou tranquilidade para matar o jogo”

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Grêmio ficou mais uma vez no empate, contra o Coritiba, no Couto Pereira, chegando ao 16º empate no Campeonato Brasileiro. O gol marcado ainda no primeiro tempo por Paulo Miranda criou a esperança de vitória e a conquista dos três pontos, no entanto, um pênalti a favor dos mandantes fez o placar se igualar. Já na segunda etapa, o Tricolor viu a chance de vencer com um pênalti em cima de Alisson. Jean Pyerre cobrou e Wilson defendeu.

Na entrevista coletiva após a partida, o técnico Renato Portaluppi lamentou o resultado e disse que faltou tranquilidade nos jogadores na hora de decidir o jogo.

”Jogamos bem o primeiro tempo. Sabíamos que íamos receber uma pressão muito grande no segundo tempo. O problema é que criamos as situações, mas faltou tranquilidade na hora de decidir. No momento em que você não mata o jogo, isso dá moral para o adversário. Eles chegaram ao empate. Tivemos a oportunidade do pênalti, mas infelizmente não convertemos.”, pontuou o treinador.

Ainda na coletiva, Renato evitou em falar sobre sua permanência no clube. O técnico, que completou 400 jogos no comando do Grêmio, tem contrato até o final de fevereiro, quando se encerra a temporada. A ideia de uma renovação ficará apenas para depois do final do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, com as datas definidas para março. 

Renato espera acabar a temporada para pensar no próximo passo, mas o presidente Romildo Bolzan já gostaria de renovar o contrato para todo 2021. Foi o próprio técnico que pediu para esperar.

”Não gosto de falar sobre o meu futuro, vocês me vonhecem. Eu tenho uma amizade muito grande com o presidente Romildo. E hora certa vou sentar e conversar e podemos resolver em três minutos, cinco minutos. Para ficar e ou para sair. Isso depende. Mas não quero falar sobre isso agora, minha cabeça está totalmente voltada para o Brasileiro e para a final da Copa do Brasil.”, disse.

No entanto, entre o final de uma e início de outra temporada, serão poucos dias. O técnico precisará de outro aditivo para ampliar o vínculo até o fim da Copa do Brasil, já que o segundo jogo está marcado para o dia 7 de março. O vice de futebol, Paulo Luz, na sequência também falou sobre a extensão do vínculo entre o clube e o treinador.

”Como o Renato disse, é assunto que será tratado no encerramento do Brasileirão e Copa do Brasil. A permanência para a Copa do Brasil será de fácil resolução, depois ele e o presidente sentam e resolvem a situação.”, disse Paulo.

Agora, Renato terá seu jogo de número 401 na próxima quarta-feira (3), contra o Santos, na Arena. A partida é válida pela 35ª rodada do Brasileirão.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

CREA-RS fiscaliza obras do Centro de Treinamento Hélio Dourado
Situações dos lesionados: Grêmio pode seguir com desfalques contra o Santos
Deixe seu comentário