Após derrota na estreia, Patrick vê “decisão” contra o Flamengo e revela “combinado” entre o grupo : “Cada jogo, uma final”


Por: Valéria Possamai,

A partida diante do Flamengo na próxima quarta-feira, ganhou ares de decisão para o Inter após o tropeço na estreia no Campeonato Brasileiro. Depois da derrota para a Chapecoense, a conquista dos três pontos em casa, na segunda derrota, é tida como decisão para os jogadores colorados, conforme ressaltou o meia Patrick.

“Jogo grande. Dois adversários que vão brincar pelo título. É entrar forte. A equipe descansou. Tivemos uma derrota em Chapecó que não esperávamos, não queríamos perder. Mas acho que era esse o momento de o professor poupar a equipe. Teremos uma sequência agora, com jogos grandes. Vamos precisar de todo mundo. Vamos entrar forte porque é um jogo que precisamos somar pontos.”

O jogador saiu em defesa da equipe alternativo que entrou em campo, no sábado, em Chapecó. O meia ressaltou que o grupo é uma equipe forte e que todos tem um combinado de disputar cada jogo como uma final. “No Campeonato Gaúcho, tinha gente falando que a equipe de baixo estava melhor que a de cima. Agora, na primeira derrota, a equipe de baixo já não serve mais, não é assim. Agora é levantar a cabeça, continuar trabalhando, esse jogo é muito importante, temos um combinado, uma parceria que todos os jogos serão uma final.Temos que pontuar a cada partida. Fora de casa trabalhar para não perder e em casa fazer o dever de casa.”

Para conquistar os primeiros pontos no torneio nacional, o time comandando por Odair Hellmann terá uma tarefa difícil. Conforme destacou Patrick, a equipe carioca que venceu na estreia por 3 a 1, sobre o Cruzeiro, é uma das candidatas ao título do Brasileirão. “Um adversário forte que vai brigar pelo título, precisamos jogar cada jogo com uma final. Temos que pontuar a cada partida. Fora de casa trabalhar para não perder e em casa fazer o dever de casa.”

Após o revés na primeira rodada do torneio nacional, o colorado já iniciou a preparação para o duelo. Na manhã desta segunda-feira, o técnico Odair Hellmann comandou o primeiro trabalho que contou com as voltas de Rodrigo Dourado e Paolo Guerrero, baixas na partida de estreia.

Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

 

Comentários

>