Após confusões, Diretor Jurídico do Grêmio ressalta: “Espero que não tenha punição”

Nestor Hein conversou com excluisivdade na Rádio Grenal após os atos de vandalismo que protagonizaram o pós-jogo entre Grêmio x Palmeiras

Foto: Divulgação / Grêmio FBPA

Na manhã desta segunda-feira (01), o diretor-jurídico do Grêmio, Nestor Hein, falou em entrevista exclusiva para a Rádio Grenal. O dirigente estará envolvido nesta semana, nas decisões que acarretarão em uma possível suspensão da torcida gremista após invadir o gramado da Arena e proporcionar cenas de barbárie.

O dirigente confirmou a informação de que, conforme consta no artigo 213 da Conferência Brasileira de Justiça Desportiva (CBJD), o tricolor pode pegar um ganho de uma a 10 partidas de suspensão, além de arcar com um valor de até R$100 mil. Nestor Hein contestou a atitude dos torcedores: “Como pode passar pela cabeça de alguém que praticar aqueles gestos podem ajudar o Grêmio?”, comentou.

Conforme informado pelo profissional, um dos torcedores até então já tinha confessado a invasão de campo às autoridades. E comentou ser um pouco mais fácil identificar o restante que acabaram envolvidos na confusão, tendo em vista que eram em número menor comparao ao público total presente no estádio. “Às seis horas da tarde vou ter o relatório completo”.

Apesar das cenas lamentáveis ocorridas no campo da Arena, Nestor Hein ressaltou confiar em uma decisão final do STJD que não puna diretamente o clube. O dirigente destacou a dificuldade em conter delitos proporcionados por multidões. Sobre o tricolor já sofrer alguma penalização que atinja a próxima partida na Arena, o profissional comentou achar pouco provável. Apesar disso, Hein contestou o vandalismo contra cabine que protege o monitor da arbitragem de vídeo: “O VAR é um símbolo da arbitragem, destruir um símbolo da arbitrabem não é algo que se passa a mão”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Grêmio pode escapar de punição por ato de racismo feito por torcedor
Torcida do Grêmio pode ser impedida de ir ao clássico Grenal
Deixe seu comentário