Alisson tem melhora, concentra com a delegação e pode ficar no banco contra o São Paulo

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

De acordo com a informação apurada pela nossa reportagem, Alisson teve melhora em sua condição física. Portanto, por opção da comissão técnica, pode iniciar a partida de ida com o São Paulo no banco. O jogador teve uma lesão no tornozelo direito, no dia 17 de outubro. Inicialmente, a previsão era de que ficaria fora dos gramados por 3 semanas, no entanto, já são 2 meses até aqui.

Com isso, o Tricolor pode ter um reforço importante para enfrentar a equipe de Fernando Diniz, nessa quarta-feira (23), na Arena. Alisson chegou a treinar por alguns minutos no time titular na última segunda-feira (21), antes do início da concentração.

Em 2020, Alisson havia sido um dos jogadores mais utilizados pelo técnico Renato Portaluppi, com 32 jogos. Ele sofreu um estiramento dos ligamentos do tornozelo esquerdo. Foi por um pisão de Tchê Tchê no empate com o mesmo São Paulo, no dia 17 de outubro, em jogo pela 17ª rodada do Brasileirão.

Mesmo iniciando no banco, o retorno de Alisson já alivia Renato Portaluppi. Sem Alisson, o técnico ainda não conseguiu definir um titular na meia direita. Ferreira, Luiz Fernando e até Pinares já foram cogitados para a função – o primeiro é o mais cotado para iniciar a partida, já que os dois últimos não podem atuar na Copa do Brasil.

Outra novidade no elenco é o retorno de Paulo Miranda, recuperado de lesão muscular na coxa direita. Maicon, no entanto, fica fora da partida. O meia segue de fora com um problema na panturrilha, assim como Orejuela, com lesão muscular na coxa esquerda. O garoto Vanderson será o reserva de Victor Ferraz na lateral direita.

A partida contra o São Paulo acontece nessa quarta-feira (23), às 21h30, na Arena, válida pela semifinal da Copa do Brasil.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Matheus Henrique fala sobre lições da partida contra o Santos e projeta confronto contra o São Paulo
Diego Souza prefere deixar o passado para trás e foca na partida contra o São Paulo: “É uma nova história”
Deixe seu comentário