Alessandro Barcellos sobre declarações em torno do favoritismo: “Nós estamos focados nesta partida. Não responderemos provocações neste momento”

Foto: Divulgação / Inter

Poucas horas antes da bola rolar no clássico Grenal desta quarta-feira (22), o vice de futebol do Inter, Alessandro Barcellos conversou com a equipe da Rádio Grenal falou sobre as expectativas para o jogo, e sobre como o elenco colorado chega para a partida.

“É o primeiro Grenal que vai ser realizado sem público. Mas eu tenho certeza que a energia positiva da torcida colorada vai ser transmitida para o time que está dentro de campo”, disse o vice de futebol.

O jogo desta noite é válido pela 4ª rodada do segundo turno do Campeonato Gaúcho. Por questões de protocolo, somente 17 atletas viajaram para Caxias do Sul. Nomes importantes como Bruno Fuchs, Rodinei e Thiago Galhardo não estarão no plantel colorado do clássico. “Teremos uma jornada longa, vários campeonatos, e todos serão importantes e serão utilizados. O calendário será apertado. Montamos um grupo pra enfrentar o Grêmio nesta noite, mas temos um grupo muito qualificado. Quem o treinador escolher, dará conta do recado”.

Alessandro Barcellos também falou sobre a motivação com que o clube chega para o jogo desta noite, e evitou responder sobre as declarações do vice do Grêmio, Cláudio Oderich, que disse que o Inter é o favorito pois treinou coletivamente antes da liberação da prefeitura de Porto Alegre: “A motivação do grupo e da diretoria pela volta do futebol é muito grande. Quando é um clássico ela aumenta. Posso garantir pro torcedor que o trabalho foi feito nesse período e a entrega vai ser muito grande em campo. Nós estamos focados nesta partida. Não responderemos provocações neste momento“.

Por fim, o dirigente colorado fez um apelo ao torcedor: “O clube destaca a importância que é o torcedor ver o jogo de casa e seguir o isolamento. Primeiro, para reduzirmos os riscos da doença, e também, para que isso não seja usado como argumento impedindo que o futebol não volte na sua plenitude.”

* Por supervisão de: Marjana Vargas

tags: Inter

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

João Patrício Herrmann, vice do Inter, fala sobre o Grenal e a proibição de jogos em Porto Alegre: “O radicalismo de não jogar no Beira rio foi grande demais”
Após derrota, Eduardo Coudet critica gramado e destaca falta de ritmo de ambos os lados
Deixe seu comentário