Alberto Guerra e Rolim deixam o comando de futebol do Grêmio


Por: Kalleb França, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal

A derrota para a Ponte Preta, na noite de ontem em Campinas, muda drasticamente a trajetória do Grêmio para o restante do ano. Além do pedido de demissão do técnico Roger, saída essa anunciada pelo Presidente Romildo Bolzan Jr. logo após o encerramento da partida,  Guerra e Rolim pediram para sair juntamente com o treinador.

Envolvido em um momento turbulento politicamente, o time não repete a campanha que fez no início do primeiro turno, onde somou 9 pontos em 13. No segundo turno, até aqui, o mesmo time somou 5 pontos em 24 disputados. A busca por um novo comandante não é tão simples quanto parece. A diretoria precisa encontrar um vice de futebol e uma comissão técnica para o restante do ano, e firmar um contrato para pouco mais de 3 meses.

Dentro de campo, o time tem três partidas seguidas dentro dos seus domínios. Fluminense e Chapecoense pelo campeonato Brasileiro, e Atlético -PR pela Copa do Brasil. A ideia é buscar vitórias para trazer de volta a confiança, e um novo rumo para a equipe poder retomar a boa campanha no campeonato nacional e seguir adiante na copa do Brasil.

Comentários