Aguirre reconhece queda de rendimento em vitória no Recife: “Corremos muitos riscos”

Diego Aguirre estava de aniversário nessa segunda-feira

Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

Após dois empates seguidos no Campeonato Brasileiro, o Inter do técnico Diego Aguirre voltou a vencer na competição. Na Ilha do Retiro, o colorado bateu os pernambucanos pelo placar de 1 a 0 com gol de Patrick, que balançou as redes logo aos três minutos de partida. O aniversariante da noite falou em entrevista coletiva depois do bom resultado.

Apesar da vitória, o Inter passou grande sufoco diante do vice-lanterna do campeonato. No chute de Santiago Tréllez que beijou a trave, o colorado quase saiu com um empate amargurado de Recife. Aguirre concorodou sobre a queda de rendimento: “Acho que não fizemos um bom jogo mas o nosso objetivo hoje era ganhar ou ganhar. O inter foi competitivo, brigou, lutou. Mas sempre temos coisas para melhorar”. E completou: “Corremos muito risco, obviamente temos que melhorar em vários aspectos. Mas também vejo que melhoramos em alguns aspectos que quando eu cheguei eram muito ruins”.

Uma das expectativas do torcedor colorado, além de ver seu time do coração após duas semanas sem partidas, eram as estreias de Gustavo Maia ou Kaique Rocha, que apareceram no banco de reservas. Porém, os jovens não tiveram a oportunidade de atuar pela primeira vez com a camisa colorada. “Ainda estou conhecendo ele, ainda vai ter sua oportunidade. É um menino recém chegado que logo vai jogar”, explicou Aguirre sobre Maia.

Conforme apurado pela equipe de reportagem da Rádio Grenal, Caio Vidal poderia figurar dentre os titulares, e foi o que ocorreu. Aguirre elogiou a atuação do atacante: “Ele foi bem, trabalhou bastante, participou da jogada do gol. Não tirei ele por estar jogando mal, tirei ele para buscar uma variação tática”. Outro elogiado pelo uruguiao foi Bruno Méndez: “Ele está muito bem, da muita segurança para a nossa defesa”.

Diego Aguirre destacou que utilizou Heitor no final do segundo tempo para segurar Sander, que ganhava destaque nas subidas ofensivas do time pernambucano pelo lado esquerdo. O treinador completou analisando a partida como um todo: “Nós trabalhamos durante a parada. Nenhuma equipe ganhou aqui facilmente. As condições do gramado eram ruins e estava muito calor. E eles também são muito fortes defensivamente, mas tínhamos que ganhar”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Comemoração de 118 anos: Felipão, Cacalo, Galatto e Osvaldo são eternizados na Calçada da Fama
Com o triunfo sobre o Sport, Inter chega à seis partidas de invencibilidade no Brasileirão
Deixe seu comentário