Adaptação ao time e amor ao RS: David Braz comemora seu primeiro ano de Grêmio

Foto: (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

A quarta-feira (17) marca uma data especial para David Braz. O zagueiro comemora um ano como jogador do elenco do tricolor. Além da adaptação ao time, o atleta também se diz apaixonado pela cultura gaúcha e já cultiva os costumes do Estado.

“O que me marcou, desde a chegada, foi encontrar amigos com quem eu já tinha atuado em outras equipes, e a qualidade do grupo. É um grupo bastante unido, no dia a dia. Os funcionários do clube também. É uma alegria todo dia, todos trabalham com muita responsabilidade e deixam um ambiente bastante tranquilo, leve e todos estavam dispostos a me ajudar para ter uma boa adaptação. Todos me receberam muito bem e me ajudaram para que me adaptasse o mais rápido possível. Eu cheguei na metade da temporada, estávamos começando a entrar na Copa do Brasil, na Libertadores e foi uma coisa muito marcante”, destacou o zagueiro.

Em entrevista os canais oficiais do Grêmio, David Braz também destacou a adaptação ao Rio Grande do Sul: “Estou apaixonado pela cultura do Estado. Já tomo chimarrão, sempre faço churrasco.”

Longe dos gramados há mais de 90 dias, o defensor falou sobre como é encarar o período afastado dos jogos. A última partida do Grêmio, contra o São Luiz, foi em 15 de março, na vitória por 3 a 2 na Arena, pelo Gauchão. “Eu nunca passei por isso. A gente vive futebol, praticamente respira futebol e, agora, com 94 dias sem atuar, é uma situação muito ruim. Bate uma ansiedade. Estamos treinando, assistindo o retorno de outras ligas e acaba batendo uma ansiedade para voltar logo. Sabemos que a volta está começando a clarear, e estamos na torcida, nos preparando para, quando voltar, poder ajudar o Grêmio”, declarou.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Matheus Henrique lamenta jogos sem a presença de público e se diz ansioso por volta do Gauchão
Inter promove visita a projeto que alfabetiza crianças carentes durante a pandemia
Deixe seu comentário