Zago sobre Nico López: “Não é um jogador de beirada”


Por: Diogo Rossi, Jornalista, radialista e Repórter na @rdgrenal

A vitória sobre o São José, na tarde de ontem (26), garantiu a classificação do Internacional para o mata-mata do Campeonato Gaúcho. Após o confronto em Novo Hamburgo, o técnico Antônio Carlos Zago concedeu entrevista coletiva e falou sobre o grupo de jogadores, além dos 90 minutos.

“O Inter passa por um processo de recuperação também, não só de reconstrução. Em relação à oscilação, vem acontecendo em alguns jogos. No jogo passado, jogamos mal o primeiro tempo e no segundo merecíamos sair com a vitória. Hoje já foi diferente, fizemos, até agora, o melhor tempo de todos os jogos. Tranquilo, girando a bola, sabendo agredir o adversário na hora certa, criamos várias oportunidades de gol e o São José, praticamente, não chegou no nosso”, comentou o comandante.

Além do pênalti não assinalado pelo árbitro no final da partida, a decisão em deixar Nico López de fora foi mal recebida por grande parte da torcida colorada. “Valdívia há duas semanas vinha treinando muito bem, achei que merecia uma oportunidade e fez tudo aquilo que eu pedi pra ele fazer. Fizemos uma substituição forçada, que foi o Eduardo Henrique no lugar do Charles, depois coloquei o Ferrareis para acompanhar o tripé por dentro e a entrada do Andrigo foi mais para abrir dois jogadores, já que eles estavam apoiando bastante com os dois laterais. O Nico não é um jogador de beirada, que fica correndo atrás do adversário, é um jogador que joga mais por dentro e procura ajudar a equipe daquela maneira”, explicou Zago.

Já classificado, o último compromisso do Internacional na primeira fase será contra o Cruzeiro-POA. A FGF definiu hoje que o duelo será realizado no Estádio Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, na próxima quarta-feira (29), às 21h45. A Rádio Grenal transmite ao vivo, através do 95.9 fm, aplicativos para smartphones e site oficial.

Confira a entrevista completa

 

Comentários