Vice-jurídico do Inter rebate STJD: “Não houve qualquer espécie de falsificação de documento”


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Diante da suposta comprovação do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD),  o vice-jurídico do Internacional, Dr. Gustavo Juchem, concedeu entrevista, por telefone, ao programa Contra-Ataque e negou que o clube tenha adulterado documentos durante o processo do “Caso Victor Ramos”.

“Fomos supreendidos com a divulgação dessa nota, que é algo inusitado, um tribunal divulgar o conteúdo de provas contidas em um processo, antes do seu término. Tivemos acesso ao processo apenas nesse final de semana e estamos trabalhando em cima disso. O que eu posso reafirmar é que não houve qualquer espécie de falsificação de documento por parte de qualquer pessoa ligada ao Internacional, e nós vamos comprovar isso oportunamente”, negou.

O advogado, assim como o ex-presidente colorado, Vitório Píffero, não compareceram à oitiva marcada para a manhã desta quinta-feira (30), na sede do STJD – o órgão irá definir a nova data. “Os dois não compareceram, ex-presidente Píffero e eu, por razões diferentes. Estamos aguardo agora a designação de uma nova data. Nós achamos absolutamente inconveniente e inadequado essa divulgação neste momento, passando uma ideia de que isso seja algo definitivo e inquestionável, quando, de fato, não é”, afirmou o advogado.

Confira a resposta de Gustavo Juchem

Comentários