Vice de futebol do Inter, Roberto Melo, relembra provocações e responde declarações de Renato


Por: Valéria Possamai,

A confusão no vestiário, após o término do clássico Gre-Nal, que terminou com a vitória do Inter foi um dos principais assuntos nas coletivas de imprensa. Após a entrevista do comandante gremista, Renato Portaluppi que rebateu as provocações do Inter e fez menção há um episódio ocorrido há cinco meses, o dirigente do Inter comentou sobre as declarações do técnico gremista.

“Quem está do outro lado, reconhece essa força nossa em casa, e muitas vezes não consegue assimilar isso. Respeito o Renato, mas isso não contribui em nada para a paz no estádio, nem para o ambiente de torcedores. Acho lamentável depois de um grande jogo”

A frase dita pelo jogador Maicon durante a confusão no vestiário -“depois não adia vir pedindo arrego”-, também aumentaram as especulações sobre um suposto pedido de “tirar o pé”, feito por jogadores do Inter aos atletas do Grêmio, durante um clássico. O vice de futebol colorado negou que houve algum pedido por parte da direção e ainda citou as provocações vindo por parte do vestiário do arquirrival:

“Por parte da direção, jamais houve pedido de arrego. Assim como fomos rebaixados com dignidade e passamos por toda a dificuldade da Série B, hoje estamos aqui com toda a humildade do mundo ponto a ponto” Se houve conversa entre os atletas na época, não posso te garantir. O que eu posso te garantir é que houve musiquinhas dentro do vestiário. Tem que ter grandeza para perder e para ganhar”, afirmou o dirigente colorado Roberto Melo.

Ouça a entrevista do dirigente colorado

Comentários