Uendel: “Temos muito a melhorar ainda”


Por: Diogo Rossi, Jornalista, radialista e Repórter na @rdgrenal

O início de ano do Internacional não é animador. Até o momento, a equipe tem uma vitória, um empate e uma derrota – curiosamente, o único jogo ganho foi na Primeira Liga. Pela competição estadual, o colorado não sabe o que é vencer ainda. As partidas, no entanto, têm um fator em comum: a presença do reforço Uendel.

Considerado a melhor contratação realizada pelo clube, o lateral-esquerdo participou de todos os minutos da temporada. Mais do que isso, vem se destacando pelas boas atuações. Especialmente, no ataque. Local por onde o Inter criou e marcou o gol de desconto diante do Novo Hamburgo, no último sábado. O camisa 6 foi o escolhido para conceder entrevista coletiva após as atividades de ontem, no CT do Parque Gigante.

“Claro, que se tratando de Inter, a agente não pode estar totalmente contente, principalmente pelo jogo contra o Novo Hamburgo. Nesse que a gente saiu mais chateado pelas circunstâncias. Sabemos que é começo de temporada e que temos muito a melhorar ainda. Mas a gente acredita muito na nossa equipe, no nosso trabalho e sabe que as coisas vão acontecer”, afirmou Uendel.

Na quarta-feira (08), o Internacional recebe o Fluminense pela Primeira Liga. A partida marca mais um reencontro entre a torcida colorada e o ídolo Abel Braga. “A história do Abel no Inter, todos conhecem. Foi vitorioso aqui no clube e é um treinador muito querido, que gosta de times ofensivos. O Fluminense tem jogado assim, com quatro homens na frente. Jogadores de muita velocidade pelas beiradas. A gente sabe, pelas declarações que o Abel deu, que eles vêm, aqui, jogar de forma ofensiva”, comentou o lateral.

Por ter atuado no Corinthians em 2016, o atleta vive a oportunidade de jogar a competição pela primeira vez. Apesar disso, garantiu que o time não prioriza nenhum campeonato. “Estamos encarando da mesma forma que o Gauchão. Não estamos priorizando nenhuma até o momento. Se chegar lá na frente, e tiver que priorizar alguma coisa, o Antônio (Zago) vai saber diagnosticar isso. Por enquanto, a gente tá encarando com força máxima. O título da Primeira Liga é sempre bem-vindo”, finalizou.

Confira a entrevista:

Comentários