Técnico Renato Portaluppi rebate provocação do Inter no vestiário: “Não têm moral nenhuma para tirar onda”


Por: Valéria Possamai,

Após a derrota no clássico Gre-Nal, um dos primeiros assuntos na coletiva de imprensa do comandante gremista foi a respeito da confusão no vestiário, logo após o término da partida. Renato explicou que na saída das equipe, teria ido até o vestiário adversário para cumprimentar o time pela vitória, mas que foi mal interpretado.

“Como sou um gentleman, fui lá no vestiário deles cumprimentá-los pela vitória. Acharam que eu ia lutar contra 300, eu não sou assim. Eu fui com respeito lá. Eu não sou de briga. O meu grupo só reagiu a provocação de jogadores do Inter. Meu grupo sabe ganhar e sabe perder. Eles (Inter) não têm moral nenhuma para tirar onda, para ficar dando ‘letrinha’, até pelo o que aconteceu há 5 meses. Ainda faltam 14 rodadas”, afirmou o comandante gremista.

Durante a coletiva, o técnico ainda fez menção há um episódio de um clássico Gre-Nal, ocorrido há cinco meses. No entanto, Renato se restringiu a dar detalhes, passando a responsabilidade para o presidente do clube Romildo Bolzan explicar o fato.

“Ninguém vai tirar onda com o Grêmio. Tem coisas guardadas há 5 meses, que eu não vou falar. Onda você tira com títulos. O campeonato ainda é longo. Hoje, nos venceram, sem problema algum.Eu não vou falar, pois respeito jogadores, comissão e até a torcida do Inter. Por educação, não vou falar. Eles sabem o que aconteceu há 5 meses, aqui mesmo no Beira-Rio”.

Ouça a entrevista coletiva do técnico gremista

Foto: (Lucas Ubel/Grêmio FBPA)

Comentários