Renato Portaluppi: “Tenho cobrado os reforços diariamente”


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Depois da intensa semana de treinos e da presença de jogadores nas coletivas no CT Presidente Luiz Carvalho, foi a vez do comandante gremista conceder entrevista aos jornalistas. O tema central da conversa, claro, girou em torno da atuação gremista no mercado da bola.

“A nossa equipe permanecer, foi muito bom. Foram jogadores que deram um título muito importante pro clube, depois de 15 anos. A diretoria conseguiu segurar todos esses jogadores. São muito importantes no grupo do Grêmio. Um ou dois que precisavam renovar contrato, a diretoria renovou. Até porque era um pedido meu que todos os jogadores se mantivessem no clube. Então foi muito bom mantermos, praticamente, a equipe principal e uma boa base do grupo do ano passado”, afirmou Renato.

Até o momento, o tricolor trouxe Michel, Léo Moura, Léo Gomes e Jael. Beto da Silva, atacante peruano, está acertado, faltando apenas a assinatura do contrato. Entretanto, o momento financeiro tem afetado, não somente o Grêmio, mas outros grandes clubes do futebol brasileiro. “Eu pergunto pra vocês: qual foi o clube brasileiro que fez um ou duas grandes contratações? Talvez um clube ou outro, é difícil. Os clubes estão atravessando uma fase financeira meio ruim. Tenho conversado com o Odorico e Saul, falei bastante com eles durante as férias. Eu tenho cobrado diariamente os reforços”. falou o treinador.

O comandante gremista utilizou o caso do meia Jadson para justificar a situação atual. “Jogador que semana passada ficou livre, é o Jadson. Quem não queria ter o Jadson? Os nomes estão sendo dados, eu gostaria de contar com esses jogadores e a diretoria gosta dos nomes que eu passo. O problema é a parte financeira, o clube conseguir pagar. Alguém iria contra o Jadson? Algum torcedor vai falar que não gosta do Jadson? Não, todo mundo gosta dele porque ele é um craque. Mas nem todos os clubes têm condições de pagar bem esses jogadores.

No final da coletiva, ainda, Renato Portaluppi lamentou o falecimento de Carlos Alberto Silva. O ex-técnico comandou o Guarani no título do Campeonato Brasileiro de 1978, dirigiu a seleção e, inclusive, foi o primeiro a convocar o gremista para vestir a amarelinha.

Comentários