Renato diz que a equipe não dará mais “mole” e garante: “O meu time é o melhor time do Brasil”


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal
*Por Bárbara Assmann

 

Mesmo com uma grande decisão pela frente, que definirá o rumo do Grêmio na Libertadores, o assunto da tarde no CT Luiz Carvalho continuou sendo o jogo do último domingo (5), contra o Fluminense. A expressão “demos mole” continuou sendo muito citada, principalmente pelo técnico Renato Portaluppi que explicou a situação. “O deu mole foi porque nós paramos de correr, achamos que o jogo tava ganho”, disse, esclarecendo que isso já está corrigido e que não vai mais acontecer.

Para Renato, “dar mole é muito fácil de se corrigir”. Ele disse que conversou, na tarde desta terça-feira (7), com seu grupo e elogiou os atletas. “Eu aplaudi meu grupo hoje, porque meu grupo deu aula de futebol no domingo.” E ainda frisou que não foi só na última partida que os atletas jogaram um bom futebol. “O meu time é o melhor time do Brasil”. Afirmou ainda que tem respeito por todas equipes do Brasil e que há outras muito boas também, mas: “O nosso futebol vai continuar o mesmo, as outras equipes não tem o nosso futebol”.

Tendo consciência dos erros do último jogo, o técnico gremista disse que confia muito na equipe e que, no final, “vamos ver quem vai estar na frente, o Grêmio vai estar lá”.

A decisão desta quarta-feira (8). na Libertadores da América. não passou em branco. Renato garantiu que seu time entrará em campo para ganhar, como sempre aconteceu. “O Grêmio não teme ninguém, o Grêmio é grande”. Foco, concentração e atitude não deverão faltar, para o técnico, que afirmou que todo jogador deve ter essas características. A consciência de que o jogo só acaba quando o juiz apita foi assinalada por Renato. “Chegou mais uma decisão amanhã não pode dar mole!”

 

*Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas 

 

 

Comentários

>