Real Madrid goleia a Juventus e conquista a 12ª Liga dos Campeões

Real Madrid e Juventus protagonizaram, no último sábado (03), a final de Liga dos Campeões mais equilibrada dos últimos anos – pelo menos na teoria. No entanto, dentro das quatro linhas, o que se viu foi um espetáculo espanhol e uma goleada por 4×1, que culminou na conquista da 12ª Liga dos Campeões da história do clube “merengue”.

No gramado do Millennium Stadium a história das quartas e semifinais da competição se repetiu. Cristiano Ronaldo, que já havia marcado oito vezes contra Bayern de Munique e Atlético de Madrid, abriu o placar, em bela jogada com Carvajal, pelo lado direito. A resposta da Juve veio na escorada de peito de Higuaín e no voleio de Mandzukic, que surpreendeu ao goleiro Navas.

Na segunda etapa, o Real Madrid assumiu o controle total do duelo. Após bola rebatida pela defesa italiana, Casemiro finalizou de muito longe e contou com desvio para vencer o lendário goleiro Buffon. Na sequência, Modric, em grande lance, cruzou da linha de fundo e Cristiano Ronaldo se antecipou à marcação, para ampliar a vantagem. Houve tempo para o jovem Marco Asensio sacramentar a vitória, diante de uma Juventus já sem forças e com um homem a menos em campo, depois que Cuadrado recebeu o segundo cartão amarelo.

Sérgio Ramos ergueu a taça da Liga dos Campeões, carinhosamente apelidada de “orelhuda”, pela terceira vez nas últimas quatro temporadas. Sob o comando de Zidane, foi o segundo consecutivo, algo que nenhum clube alcançava desde o século passado.

Para completar o pacote do Real Madrid, Cristiano Ronaldo foi eleito o melhor jogador da final e ultrapassou Lionel Messi na artilharia da competição continental, com 12 gols. A equipe espanhola garantiu vaga para o Mundial de Clubes de 2017.

Comentários