Ramirez analisa evolução do time mas reitera: “Muitas coisas irão mudar”

Inter encerrou as fases de grupo da Libertadores na primeira colocação do Grupo B com 10 pontos

Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

O Inter na noite desta última quarta-feira (26) findou o término das fases de grupo da Copa Libertadores da América para o time de Miguel Ángel Ramirez. Porém, mesmo com a classificação em primeiro lugar, os 10 pontos conquistados em seis partidas não satisfez a torcida colorada. O técnico espanhol e o goleiro Marcelo Lomba falaram em entrevista coletiva após o empate em 0 a 0 diante do Always Ready, no estádio Beira-Rio.

Ao longo dos 90 minutos, o Inter arriscou a meta 22 vezes. Os quase 80% de posse de bola evidenciaram um adversário totalmente recuado no estádio Beira-Rio. Entretanto, o alto volume de chances criadas não foram o suficiente para que a bola ultrapassasse a linha da goleira. “Em partidas como a de hoje é fundamental fazer o primeiro gol. Tem dias que a bola não entra. Sabíamos que eles iriam se fechar e que seria muito difícil. Always não se importou com a sua classificação”, analisou, Ramirez. Contudo, o técnico comentou que o time fez o que havia de ser feito, que era a classificação em primeiro lugar para a próxima fase. “Agora começa o Brasileiro e a Copa do Brasil. Teremos mais tempo de trabalho e competições até as oitavas de final”, comentou.

“Muitas coisas irão mudar, mas o objetivo foi cumprido”. O espanhol também explicou a entrada de Rodrigo Dourado no decorrer da partida: “O Lindoso saiu por causa do amarelo. Edenílson por estar pendurado para as oitavas. A entrada do Dourado foi para nos dar mais controle, ele está acostumado a fazer a saída de bola”. Ramirez comentou estar satisfeito com o desempenho de seu time e que terminaram a primeira fase da competição continental com evolução do seu elenco. “Se ganhamos está tudo bem, se perdemos está tudo mal. Preciso analisar além do resultado, no futebol as vezes o placar é mentiroso”, completou.

Marcelo Lomba também foi sabatinado a perguntas, antes de Miguel Ángel Ramirez. “Desde o início do trabalho, temos a ideia de propor o jogo. Tivemos boas chances de abrir o placar, é muito importante fazer o primeiro gol para dar mais tranquilidade”, comentou. O arqueiro exaltou o fato de ter classificado em primeiro lugar e que o objetivo era poder decidir as oitavas de final dentro de casa. “Sentimos muita falta da torcida, mas mesmo assim somos fortes dentro de casa”, completou.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Inter não consegue furar a retranca do Always Ready e empata em 0 a 0 no Beira Rio
Duda Kröeff acredita em título do Brasileirão e admite busca por novo goleiro
Deixe seu comentário