Qual foi o teor da reunião entre torcedores gremistas e direção

Grêmio vive crise atualmente estando sem vencer no Campeonato Brasileiro e na lanterna da competição

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Por conta dos péssimos resultados nos últimos jogos e a derrota para o Juventude, na quarta-feira (30), gremistas foram até o CT Luiz Carvalho, demonstrar sua instatisfação com o desempenho recente. De maneira pacífica, a manifestação teve palavras de ordem e dois torcedores entraram para conversar com integrantes do clube.

Na reunião, a direção solicitou paciência até a partida de domingo (4), quando o Grêmio enfrenta o Atlético-GO, na Arena, em Porto Alegre. Em contrapartida, além do pedido da torcida que permaneceu no lado de fora, os dois representantes tricolores pediram raça aos jogadores, além da saída do técnico Tiago Nunes. 

O treinador, após a partida diante do Juventude, recebeu nova chance dada pela direção depois de longa reunião realizada ainda no estádio Alfredo Jaconi. Mesmo acreditando em uma volta por cima do técnico gaúcho, representantes gremistas não descartam a troca no comando técnico e nomes como o de Felipão, Roger Machado, atualmente empregado, e até a volta de Renato Portaluppi, são visto com bons olhos.

Em coletiva, o vice-presidente, Marcos Herrmann, chegou a falar abertamente que Tiago Nunes era o técnico do Grêmio, pelo menos, até domingo. Mas que, após isso, não poderia garantir. Romildo Bolzan, presidente tricolor, foi ainda mais além quando proferiu: “Ou ganhamos um jogo, ou começamos de novo o trabalho”, garantiu.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Histórico Inter x Corinthians: Colorado reencontra Timão após trauma no Brasileirão passsado
Grêmio anuncia a renovação de contrato de Mateus Sarará
Deixe seu comentário