Presidente do Grêmio vê possibilidade de prosseguimento do Gauchão, mas alerta para auxílio aos clubes do Interior

Foto: (Rádio Grenal)

Curado do Covid-19, o presidente o Grêmio, Romildo Bolzan Jr., conversou com a Rádio Grenal, nesta quarta-feira, sobre o processo de recuperação da doença. Em paralelo, o mandatário explicou como o clube vem tratando de suas questões, enquanto o futebol segue paralisado e sua projeção quanto ao cumprimento do calendário esportivo.

Diagnosticado com o coronavírus no dia 23 de março, Bolzan explicou que apresentou os sintomas apenas nos últimos dias, enquanto estava em isolamento: “Fui quase assintomático. Nem fui no hospital. Nos últimos dias é que fiquei sem olfato e paladar. Me preservei em isolamento na minha residência.”

Em meio à situação de recuperação, o presidente também precisou tomar decisões visando os impactos na vida do clube com a paralisação do futebol. Uma das medidas adotadas foi pelas férias coletivas e uma readequação salarial nos vencimentos do grupo de jogadores.

“Eles (jogadores) foram muito sensíveis na negociação. Fizemos um acordo para três meses. Se tudo acontecer como estamos planejando, vamos passar bem por esse período difícil. O momento é de apreensão, dúvidas, tomadas de decisões, mas principalmente de diagnóstico correto para passar por tudo isso, e vamos passar”, declarou Bolzan.

“Tranquilo e rápido de resolver essa questão”, diz Thaciano sobre a negociação de readequação salarial do elenco com o Grêmio

Com o cenário de incerteza sobre o retorno do futebol, o presidente Romildo não vê a possibilidade de unificação do calendário de competições do Brasil com a Europa.

“Para fazer isso, teria que ter um ajuste muito grande entre os clubes e não acreditamos que estamos prontos para isso, ainda mais nesse momento conflito. Não vejo ambiente para mudar tudo, nem pra atropelar nenhuma competição, nenhuma norma”, disse o presidente gremista, que ainda prevê a possibilidade do cumprimento das competições deste ano até o início de 2021: “Temos datas lá em janeiro para empurrar, aumentando os jogos durante as semanas até lá também”.

Entre as competições a serem disputadas, o mandatário analisa o prosseguimento da disputa do Campeonato Gaúcho, mas com auxilio às equipes que não possuem competições no segundo semestre: “Acho que a divisão de acesso é a mais prejudicada. Acho que temos que procurar ajudar esses clubes que não tem competições no segundo semestre .Ainda há prazo e datas para conclusão do campeonato, mas estou sensível a essas situações.”

Situação de compra da gestão da Arena

Com a paralisação das atividades em diversos setores da sociedade, ao processo de compra da gestão da Arena também é afetado. O presidente do Grêmio afirmou que já há consenso entre as partes envolvidas, e que agora resta uma avaliação do Ministério Público.

“Não tenha dúvida que isso atrapalha. Já chegamos a um consenso com as partes envolvidas. Agora precisamos que o Ministério Público aprecie isso. Eles já estão com isso em exame.”

 

 

 

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

“Tranquilo e rápido de resolver essa questão”, diz Thaciano sobre a negociação de readequação salarial do elenco com o Grêmio
Em live com D’Alessandro, Taison reafirma desejo em voltar ao Inter
Deixe seu comentário