Patrick descarta protagonismo no meio-campo do Inter e ressalta força do coletivo


Por: Valéria Possamai,

Possível peça para estrear entre os titulares no próximo compromisso pelo Campeonato Gaúcho, o meia Patrick falou com a imprensa nesta terça-feira sobre as perspectivas para o primeiro jogo e também no restante da temporada.

“Todo início de temporada tem que começar pouco a pouco. A temporada passada terminou muito bem. A gente já tem um padrão de jogo, um entrosamento.É entrar em campo para fazer um grande jogo.”

O jogador, que foi dos principais pilares do modelo de tripé de volantes que consolidou o esquema tatico do técnico Odair Hellmann, na temporada passada, fez questão de descartar o protagonismo em campo e ressaltou a importância da força do grupo:

“O torcedor vai ver o Patrick que sempre tentou dar o seu melhor, buscando a vitória. Não sendo o protagonista, mas mais dentro do grupo um para poder ajudar, porque foi que o Inter demonstrou no ano passado, a força do grupo. Então é continuar fazer meu melhor para poder ajudar a equipe. O tripé foi um esquema tático que nos fez construir grandes jogos na temporada, é normal repetir o que vem bem. É importante ter peças para repor, para nos ajudar. Agora, é continuar o trabalho”, declarou.

Nesta tarde, o grupo de jogadores segue em rotina de treinamento visando o próximo confronto contra o Pelotas, pelo Gaúcho. Para a partida de quinta-feira, há a tendência de que o treinador utilize algumas peças titulares na formação da escalação.

Comentários