“Operação Flamengo”: Inter adota estratégias em busca da reversão na Libertadores


Por: Valéria Possamai,

Na busca pela reversão e conquista da vaga às semifinais da Libertadores, o Inter faz uma espécie de “operação” para o enfrentamento contra o Flamengo. Desde o discurso de confiança ao apoio junto de seu torcedor, o time busca forças até mesmo do extra-campo para marcar gols necessário para terminar classificado, ao final da noite desta quarta-feira, no Beira-Rio.

Desde o resultado por 2 a 0 no Maracanã, na quarta passada, o clube adotou discurso de reversão. Os bons números dentro de casa e classificação heroica sobre o Palmeiras, pela Copa do Brasil, sustentam a confiança para seguir vivo na disputa da copa continental.

“Temos totais condições de reverter”

No desembarque no Aeroporto Salgado Filho, logo após o jogo de ida, os dirigentes destacaram a possibilidade de reversão do resultado.

“Em dois erros acabamos levando dois gols. A gente tem condição, não tem nada resolvido”, destacou o presidente Marcelo Medeiros.

A confiança na reversão do resultado também foi destacada pelo vice de futebol Roberto Melo:”Evidente que ficamos chateados. O jogo não era pra ser como foi, tínhamos o jogo controlado. Temos totais condições de reverter. Não vai ser fácil, mas temos condições.”

Para isso, o colorado sabe que a tarefa não será fácil, mas o planejamento, palavra-chave do trabalho da direção e comissão técnica, tem conduzido a equipe na luta pela semifinal.

Preservação dos titulares

Assim, como em outras rodadas, o técnico Odair Hellmann optou pela preservação de seus principais jogadores. Neste domingo, na partida contra o Goiás, que terminou em derrota, apenas Marcelo Lomba e Rodrigo Lindoso, além de Nico López, viajaram com a delegação.

Logo após o jogo, em voo fretado, o time já retornou para Porto Alegre, para que no trabalho desta segunda-feira o técnico Odair Hellmann tivesse o grupo completo.

A outra parte do grupo permaneceu na capital gaúcha realizou um treinamento na manhã deste domingo. O trabalho, contudo, trouxe uma preocupação: Rafael Sobis. O atacante não esteve no gramado do CT Parque Gigante por conta de um desconforto e pode virar dúvida.

“Acreditar sempre”:  a força das arquibancadas

Um dos principais fatores para que o time acredite na classificação está ligada ao fator casa. O Beira-Rio se tornou o principal alicerce do time nas decisões. E, mais uma vez, a expressão utilizada pelo clube irá se repetir nesta quarta-feira: “o gigante vai rugir”.

Todos os ingressos destinados aos colorados foram esgotados em poucas horas quando as vendas foram liberadas. Não há mais entradas disponíveis e a tendência é que novamente haja quebra de recorde de público no estádio.

Além do apoio nos 90 minutos finais, o torcedor foi convocado a participar do último treino do time. Pelas redes sociais, as torcidas organizadas tem engajado os colorados a se fazerem presentes no trabalho que ocorre nesta terça-feira. Os portões do estádio Beira-Rio serão abertos para que o público dê o último incentivo aos atletas. A atividade está marcada para às 15h.

O resultado que interessa

Para a decisão desta quarta-feira, em Porto Alegre, o colorado precisa vencer por 3 a 0 para garantir a classificação no tempo normal. Caso devolva o mesmo placar do primeiro jogo, a vaga será decidida nas penalidades máximas. Vale lembrar que, nesta fase há gol qualificado, ou seja, caso o Flamengo marque, o Inter precisará superar o adversário por uma diferença de três.

Foto:(Ricardo Duarte/S.C. Internacional)

Comentários

>