O Grêmio algum dia poderá recuperar sua antiga glória?

Foto: Divulgação / Grêmio FBPA

“50 anos de glória
Tens imortal tricolor
Os feitos da tua história
Canta o Rio Grande com amo”

É assim que o hino do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense faz referência aos anos de glória da instituição. Membro do seleto grupo dos maiores clubes brasileiro, o Grêmio tem feito seus torcedores passarem dias e noites ruins nos últimos anos. Se você ainda acredita no Grêmio, clique aqui e tente a sorte. No entanto, a atual temporada do tricolor gaúcho é algo assustador.

Ocupando a parte de baixo do Campeonato Brasileiro de 2021, o Imortal não consegue apresentar nenhuma reação de que irá escapar da série B. Rebaixado outras duas vezes, parece que o Grêmio não aprendeu a lição e continua a repetir os mesmos erros de gestões passadas.

O time que já conquistou a América por três e tem uma taça do Mundial, hoje está na zona do rebaixamento do campeonato brasileiro. Mas afinal, por que o clube do tamanho e com o porte financeiro do Grêmio ainda precisa lidar com o fantasma do rebaixamento? A torcida não é o suficiente para manter o time na luta por títulos? Ou os dirigentes não estão à altura da instituição?

Para responder a essas perguntas e descobrir quais os motivos que fazem do Grêmio ser um dos piores times do campeonato, precisamos voltar ao passado.

ERA IMORTAL

Fundado em 1908, o Grêmio só se profissionalizou de fato na década de 50. Entre as décadas de 60 e 80, depois de se consolidar como um dos maiores times da região Sul do Brasil, e ser heptacampeão gaúcho, o imortal foi mais longe. Em 1983, o time conquistou a sua primeira Libertadores e o Campeonato Intercontinental em cima da grande Juventus, da Itália.

Nos anos seguintes, o clube conquistou ainda a Copa do Brasil e a Supercopa do Brasil. No entanto, os títulos não foram suficientes para segurar o tricolor gaúcho na primeira divisão e no auge das suas conquistas, o clube foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro em 1991.

OS AFLITOS

Em pouco tempo o time retornou à elite do futebol nacional e voltou a ganhar títulos importantes. Porém, depois de uma parceria nebulosa com um banco da Suíça, o clube se afundou em dívidas e voltou para a segunda divisão em 2004. Diferente da primeira queda, o clube não sentiu e fez uma campanha avassaladora e conquistou o título da Série B em cima do Náutico, numa partida histórica que ficou conhecida como a Batalha dos Aflitos.

De lá para cá, o Grêmio ainda conquistou mais uma Libertadores em 2017. Porém, nos últimos tempos, a má gestão do imortal levou o Grêmio a aparecer entre as últimas posições dos Campeonatos que participou. E o pior, tem visto o crescimento do rival Internacional, que está entre os primeiros do campeonato.

A vida dos gremistas está difícil. As chances do clube voltar para a Série B pela terceira vez são altíssimas e uma nova temporada dos Aflitos era tudo o que o torcedor gremista queria evitar.

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

D’Alessandro ressalta vontade de encerrar carreira no Inter: “Meu desejo está mais perto de Porto Alegre que da Argentina”
Galatto relembra histórica Batalha dos Aflitos e garante: “O Grêmio não cai”
Deixe seu comentário