Internacional perde em Bento Gonçalves e enfrenta o Cruzeiro-POA no mata-mata


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Depois da grande polêmica da semana, o Internacional foi até Bento Gonçalves receber o Cruzeiro-POA, no fechamento da primeira fase do Campeonato Gaúcho. Mesmo já classificado, Zago escalou grande parte dos titulares, porém, foi surpreendido e saiu derrotado por 2×1.

O comandante, novamente, não repetiu a escalação e formatou a equipe com Danilo Fernandes, William, Paulão, Víctor Cuesta e Uendel no sistema defensivo. Anselmo, Rodrigo Dourado e D’Alessandro formaram o meio, enquanto Valdívia, Nico López e Brenner fecharam o “11 inicial”.

Quem esperava uma partida de ataque colorado contra defesa cruzeirense, se enganou. O visitante, mesmo classificado antes do início do duelo, deu muito trabalho ao Internacional. Lucão fez Danilo Fernandes salvar em cima da linha logo nos primeiros instantes, e, na sequência, Wiliam Kozlowski chutou para fora e quase surpreendeu o camisa 1. A resposta veio rapidamente. Nico López finalizou cruzado e o goleiro espalmou para a linha de fundo. Na cobrança do escanteio, D’Alessandro quase marcou um gol olímpico.

O melhor lance do Inter, no primeiro tempo, veio dos pés de Nico. Acionado na grande área, driblou o arqueiro Devity e mandou na rede pelo lado de fora. Instantes depois, o Cruzeiro-POA abriu o placar. Sander cruzou da esquerda, Lucão escorou para trás e Lucas soltou uma pancada no ângulo de Danilo. Dez minutos depois o caçula da capital ampliou. John Lennon enfileirou a defesa colorada e tocou para Lucão marcar com o gol totalmente aberto. Antes dos descontos, ainda, Zago colocou Léo Ortiz na vaga de Paulão, que saiu sob muitas vaias, assim como a equipe inteira no intervalo.

A etapa complementar começou com a presença de Roberson no lugar de Valdívia, e a sina de alterações do comandante que trouxeram resultados se manteve. D’Alessandro teve chance na bola parada e desperdiçou, mas foi Nico López quem marcou. Brenner arrancou pela direita, chutou e, no rebote, o uruguaio estufou as redes – 2×1. William quase empatou em seguida, com  uma cobrança de falta perfeita que, caprichosamente, explodiu no travessão.

Embalado pelo momento no confronto, o Inter foi pra cima. D’Alessandro foi substituído por Gustavo Ferrareis e deu mais movimentação ao time. O Cruzeiro-POA estava todo recuado quando Nico López quase empatou o placar, mandando a bola por cima, após dividida de Brenner com o goleiro adversário. No lance seguinte, o camisa 7 recebeu no lado direito e fez o cruzamento, que desviou e quase entrou. A pressão final, no entanto, não teve sucesso. Placar final 2×1 para os visitantes.

O resultado deixou os colorados na penúltima posição entre os classificados, com 14 pontos. Já o “Cruzeirinho” fechou a fase na vice-liderança com 20. Os clubes voltam a se enfrentar na próxima fase, em função dos cruzamentos. A Federação Gaúcha de Futebol definirá os horários e dias dos confrontos.

Comentários