Inter perde segunda partida fora de casa pelo Brasileirão


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Na noite deste sábado (4), o Internacional enfrentou o Palmeiras em jogo que começou às 19h, no Allianz Parque, em São Paulo. Logo nos dois minutos de jogo, o Inter já teve falta para bater no campo de ataque do Palmeiras, mas a zaga do time alviverde afastou. No mesmo minuto, Guerrero fez falta em Scarpa, do time paulista, que desviou para a linha de fundo. Aos quatro, a primeira chance real de gol: Deyverson desviou cruzamento de escanteio, mas Iago salvou embaixo da trave. Um minuto depois, Marcos Rocha também arriscou, livre dentro da área, mas a bola saiu pelo lado. O time do Palmeiras estava em superioridade no início da partida.

A partir dos 12 minutos, os jogadores deram trabalho para o árbitro Wagner Nascimento Magalhães. Deyverson levou o amarelo por reclamação, assim como Sarrafiore. Cuesta também teve uma advertência, por falta em Scarpa. Um minuto depois, em uma cobrança de escanteio de Dudu, Deyverson subiu sozinho e fez o primeiro gol da partida. 1×0 para o Palmeiras. Até esse momento, o time paulista continuava sendo o melhor no confronto.

Aos 15, Dudu tentou um lançamento na grande área, mas Marcelo Lomba defendeu. Na grande área do Inter, Deyverson reclamou de pênalti de Moledo, mas o juiz não marcou e nem consultou o VAR. Aos 17, mais trabalho para Wagner Magalhães: Guerrero fez falta no meio-campo e levou cartão amarelo, mas Felipe Melo não se contentou e foi cobrar o jogador colorado. Teve empurra-empurra no campo de defesa do Palmeiras e Felipe Melo também acabou “amarelado”.

Aos 23, o Inter voltou a arriscar: Nico López aproveitou a sobra e chutou de esquerda para a bola passar perto do gol de Weverton. Depois de um minuto, Nico de novo: arriscou de longe, mandando direto para fora. Aos 28, foi a vez de Felipe Melo, após cobrança de lateral, desviar de cabeça e mandar a bola para fora. Aos 30, outra grande defesa de Weverton: Nico López recebeu cruzamento de Iago, ajeitou na perna esquerda e finalizou com força para o goleiro palmeirense defender.

Nos últimos minutos, o Colorado voltou ao jogo: aos 39, a bola foi alçada na área do Palmeiras para Cuesta cabecear. Weverton não conseguiu sair socando, então Moledo cabeceou em direção ao gol para Diogo Barbosa salvar o time alviverde. Assim, a melhora do time não foi o suficiente para o time gaúcho ir para o vestiário com o jogo empatado.

Na volta para a etapa complementar, Guilherme Parede entrou no time do Inter para a saída de Nico López. Aos cinco minutos, Lindoso arriscou de longe, mas a bola desviou na defesa e foi para escanteio. Diferente da primeira etapa, no segundo tempo o Inter se manteve no ataque, pressionando o time do Palmeiras e obrigando-o a ficar no seu campo.

Aos 13, saiu Sarrafiore para a entrada de D’Alessandro. Um minuto depois, Dudu cruzou para Bruno Henrique, que se antecipou à defesa colorada e cabeceou, mas Marcelo Lomba fez boa defesa. Aos 15, saiu Zé Rafael para a entrada de Hyoran no time alviverde. Dois minutos depois, D’Alessandro lançou a bola para Guilherme Parede na área do Palmeiras, mas o jogador finalizou direto para fora. Aos 22, nova substituição no time de São Paulo: saiu Gustavo Scarpa para entrar Moisés. Nessa altura do jogo, o Internacional continuava pressionando a equipe adversária.

Mais trabalho para o árbitro Wagner Magalhães. Aos 26, Marcos Rocha levou o amarelo e aos 31, foi a vez de Edenílson. Até esse momento da etapa final, o Inter continuou com mais “sede” de bola, mas não conseguiu criar nenhuma grande chance de gol. Aos 33, Hyoran arriscou da linha do meio-campo para Lomba dominar no peito e sair jogando. Pouco depois, aos 34, troca-troca nos dois clubes: Dudu saiu para a entrada de Raphael Veiga e Sóbis entrou para substituir o já “amarelado” Edenílson.

Nos minutos finais de jogo, aos 40, Raphael Veiga recebeu um bolão de Hyoran que cruzou de volta para ele. Raphael tentou a finalização mas teve a bola afastada pela zaga colorada. Dois minutos depois, Hyoran recebeu de Deyverson após sobra de bola. Sem goleiro e com dois zagueiros embaixo da trave, o jogador alviverde perdeu um “gol feito” e chutou para fora.

Wagner Magalhães marcou mais quatro minutos de acréscimo e aos 47, Zeca ainda recebeu cartão amarelo por reclamação. Assim, os últimos minutos ficaram marcados pelo maior volume de jogo e pressão do time porto-alegrense. Entretanto, o Inter não foi eficiente nas finalizações e vai voltar para Porto Alegre sem somar nenhum ponto. O Palmeiras, por sua vez, assumiu a liderança provisória do Brasileirão na noite de hoje. Até o momento, o Inter se encontra em 14º lugar.

Comentários