Inter é derrotado pelo Botafogo, vira terceiro colocado e vê distância aumentar para o Palmeiras


Por: Valéria Possamai,

Em partida disputada no Engenhão, o Inter perdeu para o Botafogo por 1 a 0, em gol marcado por Erik. Com o revés deste domingo, o colorado caiu para terceira colocação com 65 pontos, ficando um atrás do Flamengo, que virou vice-líder. O resultado também fez com que o time gaúcho perdesse a chance de diminuir a distância para o Palmeiras em dois pontos. Com o empate do Verdão contra o Paraná, o time também marcou passo na competição, mesmo assim se mantém na liderança com 71 pontos, ficando a seis pontos do colorado, nesta 35ª  rodada do Brasileirão.

A derrota também marca um jejum do colorado fora de casa, são 88 dias sem vencer fora de seus domínios.

Na próxima rodada, o time de Odair Hellmann enfrenta o Atlético-MG, na quarta-feira, às 19h30, no estádio Beira-Rio.

Primeiro tempo

Para seguir na briga pelo título do nacional, o colorado contou com a volta de seu camisa 10, D’Alessandro. O argentino voltou a atuar entre os titulares após a suspensão na última rodada. Zeca também foi a novidade no time, na vaga de Fabiano, suspenso.

Os primeiros minutos de partida foram truncados, às duas equipes promoviam muitas faltas. Aos 4’, veio o primeiro “uh”, no estádio Engenhão. Após o cruzamento na área, Léo Valencia ficou com a sobra e arriscou o chute colocado da entrada da área. A finalização passou com perigo no gol de Marcelo Lomba.

Na jogada seguinte, foi a vez do Inter chegar pela primeira vez ao ataque. Na jogada, Cuesta fez a ligação direta para Nico, que dominou dentro da área e tentou a finalização de puxeta, mas a bola acabou nas mãos de Gatito.

Aos 15’, o fogão teve sua segunda chance, novamente com Léo Valencia. O chute do camisa 10 da entrada da área, passou tirando tinta da trave direita do arqueiro colorado, que nem chegou a esboçar reação na cobrança.

O time gaúcho encontrava dificuldades para trabalhar a troca de passe e tentava armar as jogadas pelo alto. O Botafogo, por sua vez, tinha maior controle de bola, e valorizava a troca de passes, mas sem imprimir um ritmo de pressão no ataque.

Aos 20’, Nico Lopez chegou a linha de fundo no lado esquerdo e tentou o cruzamento visando Damião, mas Gatito ficou com a bola.

Aos 25’, novamente em lance de falta da entrada da área, os mandantes chegaram a mais um conclusão. Na cobrança, Leo Valencia acertou o chute no meio do gol, sem grande perigo a defesa colorada.

Aos 30’, a partida foi paralisada para a hidratação dos atletas.

No primeiro lance após a retomada da partida, o Botafogo teve a conclusão de Marcinho pelo lado direito, mas o chute saiu em tiro de meta.

Já aos 40’, o Inter teve chegada ao ataque em três tentativas para de lançamento na área, mas ambas foram afastadas pela defesa do time alvinegro.

Aos 42’, após momento de pressão do Botafogo, Erik foi decisivo e abriu o marcador. A jogada que começou em um lance lateral, Matheus Fernandes tabelou pela direita e fez o cruzamento. Zeca errou aos afastar de cabeça, e na sobra Erik dominou e aplicou um chute seco, no lado de direito, sem chances para Marcelo Lomba. Botafogo em vantagem 1 a 0 sobre o Inter.

Antes do fim da primeira etapa, o jogo ficou paralisado por conta de um lance envolvendo Erik e Nico López. O jogador uruguaio trombou com o atacante alvinegro, que caiu no gramado. Na sequência, o defensor colorado acertou um tapa em Brenner, que também desabou em campo.

Sem mais grandes lances, a partida foi encerrada aos 50 minutos, com vantagem dos mandantes no Engenhão. Botafogo 1 x 0 Inter.

Segundo tempo

A etapa final começou com maior intensidade das equipes, mas a primeira finalização só veio aos 10 minutos, em lance de perigo contra o goleiro Lomba. Luiz Fernando recebe na direita e rola para trás, na chegada de Marcinho, que chegou e arrematou com chute  cruzado, mas o goleiro colorado fez a defesa.

Na jogada seguinte, Lomba salvou novamente o colorado de levar o segundo gol. No erro de desarme de Cuesta, Brenner arrancou pela direita e saiu cara a cara com goleiro. O centroavante tentou o drible, mas o arqueiro saiu bem e evitou que o fogão aumentasse a vantagem.

Aos 12’, o técnico Odair Hellmann fez a primeira modificação na equipe. Zeca deixou o campo para o ingresso de Wellington Silva.

Aos 17’, o Inter teve a primeira grande chance na segunda etapa. Na cobrança de falta de D’Alessandro, Brenner desviou para o próprio gol e Gatito salvou lance, desviando a bola para escanteio.

Assim como na primeira etapa, o time gaúcho não conseguia a criação de jogadas e tinha problemas para chegar ao ataque. Aos 22’, Odair promoveu a segunda mudança. Nico saiu para o ingresso de Rossi.

Mesmo com a vantagem no marcador, o Botafogo seguia com a marcação firme sobre o Inter e era quem criava os melhores lances do jogo.

Aos 25’, foi a vez de alteração pelo lado alvinegro. Zé Ricardo colocou Kieza na vaga de Brenner.

Aos 27’, Wellington tentou a primeira jogada. O jogador arrancou em velocidade pela esquerda e encontrou D’Ale, livre. O camisa 10 fez o cruzamento e Gatito saiu mal, mas Moisés apareceu para tirar o lance.

No lance seguinte, foi a vez do fogão levar perigo. Na cobrança de falta de Valencia, Igor Rabello saiu às costas da zaga colorada e finalizou para fora, com muito perigo.

Aos 30’, houve nova paralisação técnica para os jogadores.

No reinício de partida, Leo Valência perdeu a oportunidade de ampliar a vantagem do time da casa. Mais uma vez, na disputa direta com Marcelo Lomba, o goleiro colorado evitou o segundo gol.

Aos 34’, ambas às equipes tiveram mudanças. Do lado Botafogo, Luiz Fernando saiu para a entrada de Rodrigo Pimpão. Do lado do Inter, Camilo entrou na vaga de Patrick.

Em sua primeira jogada, Camilo cobrou falta na segunda trave, mas Gatito saiu bem e ficou com a bola, aos 36’.

Na jogada seguinte, Botafogo em saída rápida de contra-ataque, Erik acionou Pimpão dentro da área. O atacante tentou encobrir Lomba, mas o goleiro conseguiu afastar o lance.

Aos 39’, Rossi recebeu de Wellington Silva pela direita e cruzou. Moledo finalizou no cantinho esquerdo de Gatito, que conseguiu salvar o lance.  

Aos 40’, Renatinho entrou na vaga de Leonardo Valencia, na última substituição do Botafogo.

Já aos 44’ Cuesta mandou a bola para a área. Damião sobiu de cabeça e conseguiu desviar para Moledo, que tenta de bicicleta, mas o lance foi paralisado por falta do falta do centroavante em Igor Rabello.

Aos 49’, Edenílson cruzou da direita e Damião conseguiu o desviou para o meio. Rossi surgiu livre no segundo poste, mas não alcançou a bola e o lance saiu em tiro de meta.  Na jogada seguinte, D’Alessandro mandou a bola para a área. Moledo subiu de cabeça e desviou para fora.

O fim de partida terminou em confusões no Engenhão. Aos 54′, Wellington Silva foi expulso após acertar Rodrigo Pimpão. Na sequência, Moledo também recebeu cartão vermelho.

O jogo foi encerrado aos 58′, e o Inter com 9 jogadores em campo e clima de confusão no gramado.

FICHA TÉCNICA

Botafogo (1): Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Leo Valencia (Renatinho), Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão) e Erik; Brenner (Kieza); Técnico: Zé Ricardo.

Internacional (0): Marcelo Lomba; Zeca (Wellington Silva), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick (Camilo), D’Alessandro e Nico López (Rossi); Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann.

Gol: Erik (B), aos 42min do 1º tempo

Cartões amarelos: Joel Carli, Rodrigo Pimpão (B); Rodrigo Moledo, Edenilson, D’Alessandro (I).

Expulsões: Wellington Silva, Rodrigo Moledo (I).

Foto:(Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

Comentários