Romildo Bolzan: “Temos pressa”


Por: Diogo Rossi, Jornalista, radialista e Repórter na @rdgrenal

O elenco gremista está de volta às atividades. Depois do descanso pós-título da Copa do Brasil, os jogadores se reapresentaram hoje (12) no Centro de Treinamento Luiz Carvalho.

Um dos grandes trunfos do Grêmio para a temporada, a base da equipe vitoriosa se manteve – nenhum dos 11 titulares foi vendido até o momento, inclusive, o meia Douglas renovou o contrato por 2 anos, de acordo com Romildo. Além disso, os reforços Léo Moura, Michel e Leonardo também se apresentaram com o restante do grupo.

O técnico Renato Portaluppi discursou brevemente para os seus comandados, recepcionando os novos jogadores e saudando os remanescentes da temporada passada com uma salva de palmas. Após a fala do treinador, Romildo Bolzan Jr também participou da entrevista coletiva e foi questionado sobre a busca do atacante artilheiro. “Tivemos duas situações. Uma delas houve alteração do contrato no final, que não era o combinado. Na outra, o departamento médico sabia que clinicamente o atleta pode jogar, mas que haveria riscos. Vida que segue”, comentou.

Em relação aos jogadores do elenco que podem deixar ou ficar no clube, Bolzan foi claro sobre a situação de cada um. “O Fernandinho é jogador do Grêmio. O Flamengo não manifestou nenhuma posição de aquisição, não quis fazer nenhuma proposta e não nos procurou para isso. Ele se apresenta e ficará aqui. Sobre o Pedro (Rocha), acredito muito nele. Essas situações de negociação elas realmente acontecem. Estamos negociando, temos as propostas na mesa. Acho que vamos avançar para finalizar”, declarou.

Perguntado sobre os objetivos do Grêmio para 2017 e da possibilidade do clube contar com um diretor executivo, o dirigente não fugiu das respostas. “Passou a ser uma exigência nós fazermos uma nova conquista, duas talvez. Mas, evidentemente, durante o ano, esse ambiente de dizer que vai ganhar um título gera pressão pra todo mundo. Pro dirigente, pra torcida e pros jogadores. Esse ano vou ser um pouquinho mais prudente. O diretor executivo é uma situação que nós já temos dois conceitos, um deles vai acabar acontecendo, e vai ser até semana que vem”, afirmou o presidente.

As carências do grupo ficaram em evidência após a saída de jogadores experientes, inclusive no setor defensivo. Os reforços para a lateral chegaram, entretanto, o clube segue atrás de jogadores para o grupo. “O Grêmio ainda trabalha zagueiros, lateral-esquerdo, meia e atacantes. Nós temos pressa, temos propostas em avaliação, jogadores escolhidos. Para nós, a pressa também é importante neste momento”, finalizou.

Confira a entrevista:

 

 

 

 

 

Comentários