Grêmio demora para “acordar” e é derrotado pelo Santos por 2 a 1


Por: Valéria Possamai,
*Por Júlia Bueno

O jogo entre Grêmio e Santos neste domingo (28), válido pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2019, foi digno de estreia na competição nacional. Da apatia à reação entusiasmada, o tricolor foi derrotado pelo Peixe, apesar de ter conseguido diminuir a diferença ao mudar de postura na etapa complementar. Com estratégia tática bem montada, o técnico do Santos, Jorge Sampaoli, surpreendeu os comandados de Renato Portaluppi e assegurou a vitória fora de casa, levando os 3 pontos. Vanderlei foi o nome do jogo.

Sob aplausos e reverências – homenagem prestada pelos torcedores do Grêmio a Antônio Verardi, funcionário mais antigo do clube, morto nesta quarta-feira (24) -, iniciou-se o primeiro confronto das equipes no Brasileirão. O clima saudoso e a presença do técnico da Seleção Brasileira, Tite, na Arena poderiam ter motivado ainda mais o plantel de Portaluppi a buscar um bom desempenho desde o apito inicial, mas não foi o que aconteceu.

Logo aos 5 minutos de jogo, o atacante Eduardo Sasha, ex-Internacional, abriu o placar para o Peixe. Após lançamento para a área, Jean Lucas escorou de cabeça e o camisa 27 tocou por cobertura, empurrando para a rede de Paulo Victor. Cinco minutos depois de marcar seu primeiro gol no ano, Sasha ofereceu risco mais uma vez à defesa tricolor, mas dessa vez não conseguiu efetividade. Melhor desde o início da partida, o Santos não se intimidou e permaneceu criando oportunidades, mesmo jogando fora de casa.

Aos 25 minutos, foi a vez do Grêmio tentar mostrar a que veio. Em bomba de fora da área, Jean Pierre arriscou, mas Vanderlei fez linda defesa. O relógio marcava 30 minutos quando Leonardo também decidiu finalizar da grande área. Em chute direto, o goleiro do Santos estava lá para afastar mais uma vez. Com 59% de posse de bola contra 41% do Santos, o tricolor ainda podia buscar o empate, ou até mesmo a vitória, mas falhou de novo.

Quem marcou o segundo gol do Santos foi Felipe Jonatan. Soteldo cobrou escanteio e Paulo Victor saiu de soco, mas Felipe Jonatan aproveitou o rebote, antecipou a jogada e aumentou a diferença para o Peixe. Próximo ao fim da etapa complementar, André marcou para o Grêmio. O lance, porém, foi anulado devido ao impedimento de Cortez, conferido pelo VAR. Santos 2 a 0 Grêmio.

Sem modificações, o tricolor voltou para o segundo tempo com os mesmos titulares. Já o Peixe substituiu o meia Jean Mota pelo volante Alisson. Ao retornar a campo, o Grêmio iniciou a etapa complementar decepcionando a torcida outra vez, mas depois conseguiu mudar os ares da partida. Com passes errados e mesma postura, não demonstrou reação até o primeiro terço de tempo. Aos 5 minutos, Felipe Jonatan aproveitou rebote e chutou forte de fora da área para defesa de Paulo Victor.

Mas bastou o susto para o técnico Renato Portaluppi decidir mudar. No lugar de Alisson, entrou Diego Tardelli. Depois, foi a vez de Jean Pierre sair para a entrada de Luan. Um minuto antes da segunda substituição tricolor, o camisa 21 se atrapalhou e o Peixe armou contra-ataque, quase abrindo 3 de diferença. Passados 15 minutos da etapa complementar, o Grêmio finalmente criou chance de perigo e pareceu acordar. Tardelli finalizou de fora da área e Vanderlei fez mais uma grande defesa.

A partir dos 20 minutos, a equipe tricolor se transformou dentro das quatro linhas. Ofensiva, passou a levar perigo à defesa santista com chutes diretos, jogadas pelas laterais e escanteios. Aos 26 minutos, Luan arriscou da entrada da área, obrigando o goleiro do Peixe a realizar uma grande intervenção. Depois, Lucas Veríssimo quase marcou contra, ao cortar para trás em um cruzamento na pequena área.

Pressionado, o Santos seguiu recuado com a reação tricolor. Everton finalizou e Vanderlei afastou mais uma vez. Felipe Vizeu também tentou marcar, de cabeça da pequena área, mas mandou para fora. Aos 39 minutos, o goleiro santista mostrou ainda mais por que estava ali. Com três defesas em sequência em chutes de Tardelli e André, o guardião fez seu nome. Depois, defendeu uma finalização do camisa 9, jogada que iniciou com uma bicicleta de André e bola na trave.

Aos 47 minutos, finalmente o tricolor conseguiu marcar o gol que tanto buscava. Everton passou por Gustavo Henrique e finalizou cruzado, para o azar de Vanderlei, que dessa vez não conseguiu manter sua meta intransponível. Fim de jogo. Santos 2 a 1 Grêmio. Após o confronto ser encerrado, Derlis González foi expulso por reclamação.

ESCALAÇÃO

Grêmio: Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemman, Cortez (Felipe Vizeu); Matheus Henrique, Maicon, Jean Pierre (Luan); Everton, Alisson (Diego Tardelli); André.
Santos: Vanderlei; Aguilar, Lucas Veríssimo, G.Henrique; Victor Ferraz, Jean Mota (Alison), Jean Lucas (Carlos Sánchez), Diego Pituca, Felipe Jonatan; Sasha (Derlis González), Soteldo.

*Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Comentários

>