Grêmio aguarda retomada do futebol para tratar casos de jogadores em fim de contrato

Diego Souza é um dos atletas que tem contrato se encerrando ao final de 2020

Foto: (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

O Grêmio aguarda o cenário de definição pela volta do futebol para tratar de aspectos quanto às peças do seu elenco. Do atual grupo de jogadores, seis nomes terão o vínculo se encerrado no final deste ano, e devem ter o futuro definido a partir da bola rolando.

Dentre eles, quatro dos seis jogadores com término de contrato ao final do ano são de contratações que desembarcaram em Porto Alegre, nesta temporada. Neste sentido, casos como o do meia Thiago Neves e o atacante Diego Souza estarão em pauta no departamento de futebol.

Com sete aparições neste início de ano, Thiago Neves ainda estava em processo de adaptação. O jogador, que chegou após a rescisão de contrato com o Cruzeiro, assinou por uma temporada com cláusulas de produtividade. Diego Souza é o que mais recebeu oportunidades. Foram oito jogos e cinco gols marcados, além de assumir a titularidade no ataque do time tricolor, em sua segunda passagem. O ex-Botafogo, também livre no mercado, assinou por uma temporada.

A dupla do setor ofensivo, por não possuir vínculos com outros clubes, ao que parece serão situações mais fáceis de serem tratadas.

Na relação dos contratos, o goleiro Júlio César e o zagueiro Marcelo Oliveira também são casos de vínculos que se encerram ao final de 2020.

O goleiro Júlio César é um dos atletas que não deve ter o contrato ampliado. O jogador tem sido pouco aproveitado e sequer atuou neste ano. Na hierarquia, o arqueiro é a terceira opção, ficando atrás de Paulo Victor e Vanderlei, que chegou e assumiu a titularidade.

Marcelo Oliveira segue sem atuar. Com uma lesão grave sofrida no joelho direito ainda em março de 2019, o jogador precisou passar por cirurgia após romper o ligamento patelar, o ligamento cruzado anterior e o ligamento colateral lateral durante o empate em 0 a 0 com o Juventude, pela semifinal do Gauchão daquele ano. O lateral, promovido a zagueiro, seguem em fase final de recuperação e a expectativa é que retorne na volta das competições.

Caio Henrique foi apresentado pelo Grêmio no início da temporada. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Ainda na relação de nomes, estão os laterais Orejuela e Caio Henrique, mas neste sentido, situações de vínculos de empréstimo. Até aqui, o colombiano é o que recebeu menos oportunidades. Atuou em apenas quatro partidas, tendo em vista, o bom rendimento de outro recém-chegado, Victor Ferraz.

Ainda na lateral, agora na esquerda, Caio Henrique era o titular da posição quando as competições foram paralisadas. O jogador atuou em cinco jogos entre Gauchão e Libertadores. O empréstimo junto ao Atlético de Madrid vence no final do ano. Contudo, durante este momento de pandemia, o nome do jogador chegou a ser ligado a uma possível volta para Madrid ou até mesmo uma negociação com o Porto, clube que está interessado em sua contratação para suprir a saída de Alex Telles, ex-jogador do tricolor gaúcho.

O Grêmio, por sua vez, garante que, em alinhamento com os diretores do clube espanhol, o atleta seguirá na Arena até o final do vínculo acertado.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Inter prepara nova campanha para “compensar” sócios e comemora novas associações em meio à pandemia
Jogadores do Grêmio lançam novos uniformes em ação inédita
Deixe seu comentário