“Foi trairagem”, Diego Aguirre abre o coração e fala de sua saída do Inter


Por: Gabriel Corrêa,

Diego Aguirre, ex-técnico do Internacional e do Atlético-MG, hoje no San Lorenzo da Argentina conversou nesta segunda-feira com Kalwyn Corrêa no Grenal FC. O treinador falou abertamente sobre sua passagem no Internacional e os motivos pelos quais foi demitido do comando da equipe às vésperas de um Grenal e após ter sido eliminado na semi-final da Libertadores 2015.

Além disso também comentou a respeito de sua passagem pelo Atlético-MG, falou sobre seu momento atual na carreira e traçou uma comparação entre os estilos dos jogadores brasileiros e argentinos.

Aguirre classificou sua saída do Internacional como “trairagem” e, segundo o treinador, no atual momento colorado a comissão técnica está fazendo a mesma coisa pela qual ele foi muito criticado durante sua passagem: rodízio de atletas. Aguirre questionou qual a diferença entre fazer rodízio, como diziam que ele fazia, e poupar atletas, como a atual comissão vem fazendo. Segundo o treinador, a intenção é a mesma: priorizar o mais importante, que, no momento, é fugir do rebaixamento.

No que diz respeito ao seu atual momento, Aguirre afirmou estar muito contente pelo seu momento no San Lorenzo-ARG e não descartou um retorno ao futebol brasileiro nem uma eventual ida a Europa. Por fim o treinador traçou uma comparação do perfil do atleta brasileiro e do atleta argentino e afirmou que os jogadores brasileiros são mais talentosos porém os argentinos são mais aplicados taticamente.

Confira na íntegra a entrevista realizada no Grenal FC, da Rádio Grenal:

Comentários