EXCLUSIVO: “O elenco não está fechado, ainda buscamos peças”, diz Paulo Bracks

Foto: Ricardo Duarte / S.C.Internacional

Em entrevista exclusiva concedida para a Rádio Grenal o Executivo de Futebol do Inter, Paulo Bracks, falou sobre diversos assuntos relacionados à má fase do clube: 

“Todas as rodadas são pedreiras, tem sido assim nos últimos jogos. Estamos trabalhando forte.”

O dirigente colorado também falou sobre as movimentações do clube no mercado de transferências:

“A gente tem uma situação financeira muito delicada. Temos um pagamento quase de uma folha a mais em dívidas. Isso nos impede muito no mercado. O elenco não está fechado, ainda buscamos peças.”

“Vamos dar valor pra quem está aqui e teremos uma responsabilidade também pelas condições financeiras.”

Entre chegadas e saídas, Paulo Bracks falou sobre Thiago Galhardo, atleta envolvido em diversas polêmicas e que ainda é valorizado no mercado:

“É delicado falar sobre isso. O que digo de forma coletiva é que temos contratos. É um jogador de grandes números. Tem mercado, tem gente em cima.”

“A gente sabe que jogadores do Inter tem que ter comprometimento. Quando há um fato pontual, resolvemos internamente.”

O Esxecutivo colorado também falou sobre a situação de Paolo Guerrero e Johnny:

“Trabalhamos dia a dia. Isso vai ser tratado nos eu tempo e na nossa boa relação com o atleta (Guerrero).”

“Surgiu uma irresponsável notícia de que o Johnny recebeu uma proposta e queria saber. Só se mandaram pra outro clube, que não o Internacional. Isso é uma grande irresponsabilidade, uma rede de mentiras.”

Bracks ainda falou sobre o momento turbulento do clube e sobre a relação com a torcida, que vem se manifestado nos últimos dias:

“Qualquer tipo de manifestação vai também no seu tipo e da sua interpretação. A insatisfação do torcedor é a mesma que a nossa.”

“Fico incomodado sim. Entendo que é direito do torcedor, mas os excessos incomodam. A violência, a ameaça, o rojão, ameaça a familiares. Esses excessos são ruins.”

Por fim, Paulo Bracks explicou se o clube procura alguém para o cargo de coordenador técnico, figura que foi uma promessa da gestão atual:

“Hoje nós temos uma coordenação técnica, que vem exercendo essa função junto do treinador, sua comissão e outros. Hoje não temos esse desejo, estamos satisfeitos.”

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Mais uma semana desafiadora para Grêmio e Internacional
Flamengo x Inter: Escalações, momentos, arbitragem e transmissão
Deixe seu comentário