Especial D’Ale 10 anos: Um capítulo à parte na história do Internacional


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Pontualmente neste 30 de julho, no ano de 2008, o argentino Andrés Nicolás D’Alessandro desembarcava em Porto Alegre. O novo reforço colorado chegava ao Inter como a contratação mais cara do futebol brasileiro, naquela temporada. Cerca de US$ 7 milhões (aproximadamente R$ 11 milhões). Recepcionado por centenas de torcedores, o jogador de 27 anos na época, era recebido ao som de “Dale, Dale, D’Alessandro”. Canto que se eternizou na torcida colorada e virou trilha sonora de uma relação que já dura uma década.

Hoje, em 2018, o meia chega a marca de 10 anos de história no clube. Trajetória marcada por muitos gols, assistências, títulos, mas também, por derrotas, polêmicas e, especialmente, pela personalidade forte do argentino. Requisitos que o fizeram se tornar ídolo. Aos 37 anos, o camisa 10 crava seu nome entre os maiores jogadores da história colorada.

Desde a estreia em 13 de agosto de 2008, no clássico grenal, no estádio Beira Rio, pela Copa Sul-Americana até a última partida contra o América-MG, na última quinta-feira (26), no estádio Independência, pelo Campeonato Brasileiro,  D’Ale soma 411 jogos, 88 gols marcados, 32.307 minutos em campo e 10 títulos conquistados.

E para relembrar os momentos mais marcantes dessa trajetória, a Rádio Grenal apresenta uma matéria especial com os lances que construíram a história do ídolo no Internacional. A reportagem, produzida pelos repórteres Ana Aguiar e Paulo Nunes, vai ao ar nesta segunda-feira (30), às 16h, no programa Contra-Ataque e também ao longo da programação da FM 95,9.

 

Comentários