Em noite de redenção de Jael, Grêmio vence o Flamengo por 2 a 0


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Virando a chave, Grêmio e Flamengo voltaram a duelar na Arena do Grêmio, desta vez, pelo Campeonato Brasileiro. E com a equipe reserva, o tricolor bateu os rubros-negros pelo placar de 2 a 0, neste sábado, com direito a pênalti desperdiçado por Jael.

Com o triunfo nesta 17ª rodada do Brasileirão, o tricolor chega aos 30 pontos na competição e se garante no G-4. Ocupa momentaneamente a terceira colocação, já que pode ser ultrapassado por Inter ou Atlético-MG, que se enfrentam na segunda-feira.

A vitória em seus domínios também garante um tabu ao tricolor. São 24 anos de invencibilidade do Grêmio jogando com o Flamengo, em Porto Alegre.

Primeiro tempo

Os minutos iniciais começaram movimentados. O Flamengo ficava mais com a posse de bola e o Grêmio fazia marcação alta sobre os rubros-negros, o que impedia a chegada dos visitantes à meta de Paulo Victor. O tricolor, por sua vez, buscava criar suas jogadas no erro do adversário. E foi na roubada de bola que o Grêmio chegou pela primeira vez, aos 12 minutos. Após o desarme, Marinho arrancou pela direita e puxou para o meio, mas acabou perdendo tempo na hora do arremate. Mesmo assim, o atacante arriscou o chute e mandou para fora.

Apesar de ficar mais tempo com a bola, o Flamengo não conseguia transformar a posse em efetividade. A marcação do tricolor seguia forte, o que também impedia as finalizações.

Aos 24 minutos, o tricolor teve sua grande oportunidade. Novamente, após roubada de bola de Marinho, o passe chegou até Bruno Cortez e na tentativa de cruzamento, a bola bateu na mão de Rodinei. Pênalti para o Grêmio, assinalou o árbitro. Mas na cobrança de Jael, a bola parou nas mãos do goleiro Diego Alves. Porém, o atacante ainda teria oportunidade de se retratar diante de seu torcedor.

Somente aos 28 minutos, o Flamengo chegou de fato a área do tricolor. Vitinho cobrou falta, mas a bola esbarrou na barreira. Na sobra, Paquetá arriscou o chute, mas a bola ficou nas mãos de Paulo Victor.

Aos 35 minutos, o técnico Renato Portaluppi precisou fazer a primeira substituição. O zagueiro Bressan sentiu problema muscular e teve de deixar o campo. Matheus Henrique entrou na vaga. Nos minutos finais, o Grêmio chegou com perigo. De longe, Marinho arriscou. A bola passou perto, mas a esquerda da meta do goleiro rubro-negro.

No apagar das luzes, surgiu a redenção de Jael. Já nos acréscimos, aos 46 minutos, depois do cruzamento pela direita de Leo Gomes, Jael meteu a cabeça na bola e completou para as fundo das redes, para abrir o placar. E o primeiro tempo terminou assim: Grêmio 1 a 0 no Flamengo.

Segundo tempo

A segunda etapa começou movimentada e com rede balançando. Aos 2 minutos, Jael recebeu na intermediária e de primeira deixou Marinho cara a cara com Diego Alves. O atacante deslocou o arqueiro e com um toquinho, empurrou a bola para o fundo das redes. Grêmio 2 a 0 no placar.

Depois do gol, o tricolor seguiu com bola no ataque. O técnico Maurício Barbieri precisou fazer a primeira substituição. Aos 12 minutos, Jean Lucas deixou o gramado para a entrada de Geuvânio.

Os visitantes seguiam na estratégia de manter a posse de bola, mas a troca de passes era interrompida pela marcação tricolor. E na roubada de bola, o Grêmio seguia causando perigos a meta de Diego Alves.

Aos 14 minutos, o Grêmio chegou novamente, cara a cara com o goleiro do Flamengo. Jael arrancou em velocidade e fez grande jogada pelo meio do campo. Após driblar dois marcadores deixou Pepê de frente para o gol, mas o chute saiu fraco e a bola ficou nas mãos de Diego Alves.

Aos 20 minutos, o Flamengo chegou a meta do goleiro gremista. De fora da área, Éverton Ribeiro arriscou, a bola até deu um quique em frente à meta, mas saiu em linha de fundo. Em lance seguinte, o rubro-negro tentou criar lance de gol em cruzamento de Geuvânio, mas Paulo Victor saiu e ficou com a bola.

Aos 31 minutos, Barbieri colocou Lincoln na partida, na vaga de Éverton Ribeiro. Renato Portaluppi, por sua vez, fez a substituição de Alisson no lugar de Marinho. E Lincoln que marcou o gol de empate, na última partida, tentou mais uma vez deixar sua marca na Arena. Depois de receber passe na entrada da área, o atacante girou e emendou um chute forte. Mas a bola foi no centro do gol, para defesa de Paulo Victor.

Com seis minutos de acréscimos, o fim do confronto, como tradicionalmente acontece em grandes duelos, se mostrou eletrizante . O tricolor ainda teve o ingresso de Thonny Anderson, na vaga de Pepê. Aos 46 minutos, Leo Gomes cruzou e Diego Alves deu um tapinha. A bola sobrou para Jael, que tentou o chute. A bola bateu na zaga e subiu antes de sair para escanteio. E a torcida gremista fazia olé nos minutos finais.

O Flamengo ainda tentou assustar. Aos 50 minutos. Paquetá fez jogada pela esquerda e cruzou para Uribe. O centroavante apareceu na pequena, mas a finalização acabou na trave. E com o tempo esgotado, o árbitro encerrou a partida aos 51 minutos e o placar terminou assim: 2 a 0 para o Grêmio.

Ficha Técnica

Grêmio (2): Paulo Victor; Leo Gomes, Paulo Miranda, Bressan (Matheus Henrique) e Cortez; Jailson, Thaciano, Marinho (Alisson), Douglas e Pepê (Thonny Anderson); Jael. Técnico: Renato Portaluppi.

Flamengo (0): Diego Alves; Rodinei, Thuler, Juan e Renê; Cuellar; Éverton Ribeiro (Lincoln), Jean Lucas, Lucas Paquetá e Vitinho (Marlos); Uribe. Técnico: Maurício Barbieri.

Gols: Jael (46/1°T) e Marinho (2/2°T).

Cartões amarelos: Matheus Henrique, Jailson e Thaciano, pelo lado do Grêmio; Juan, Renê, Cuéllar e Marlos, pelo lado do Flamengo.

Público total :16.588

Renda:R$ 499.161,00

 

Foto: (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Comentários