Em entrevista, Abel Braga admite propostas, mas garante: “Não vou trabalhar agora”


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

O técnico Abel Braga foi convidado especial nesta quinta-feira (26), no programa Futebol Alegria do Povo, da Rádio Grenal. Em entrevista, o comandante falou sobre o desempenho do Internacional, a situação da Seleção Brasileira e também sobre seu atual momento profissional. O técnico que está atualmente sem clube garantiu que não irá assumir o comando de nenhum clube, neste momento. 

Apesar de ter recebido propostas de clubes, Abel ainda não deve ser visto na casamata.  O técnico revelou que chegou a ser procurado por clubes como Palmeiras, mas negou. “Eu posso ou não ser procurado, mas eu não vou pegar nada do meio. Eu já fui procurado por dois clubes e esse (Palmeiras) é o terceiro. Achei que tinha que pensar um pouco em mim.”

Mesmo com as recusas, a perspectiva é voltar ao cenário do futebol em breve. De acordo com o técnico, a intenção é retomar as atividades no final deste ano: “Não adianta me procurar, não vou trabalhar agora. Em novembro, vou tentar deixar algo alinhado.”

Um dos assuntos abordados com o comandante, foi a atual fase do Internacional, time em que Abel conquistou uma de suas maiores façanhas, o Campeonato Mundial em 2006. “Nós, colorados, estamos felizes. Pelos resultados, pelas pessoas. Hoje o Inter está em terceiro lugar, um time bem posicionado, que sofre pouco. Estou feliz”, afirmou o ex-comandante.

Abel também fez uma análise sobre o desempenho do Brasil no Mundial da Rússia. Apesar da eliminação, o técnico ressaltou que a seleção teve mais oportunidades que a Bélgica: “Acho que foi resgatado o peso da Seleção. Do jeito que o Brasil saiu para a Bélgica, poderia ter ficado. Nós criamos o triplo.”

Na oportunidade, o técnico de futebol também falou sobre as atuações do principal jogador do Brasil: “O Neymar toma porrada por quê? O jogo dele é de drible. Acho que, às vezes, ele exagera e precisa ser cobrado. Mas não podemos responsabilizar um atleta que nunca se escondeu do jogo. Acho muito injusto.”

Foto:(Lucas Merçon/Fluminense)

Comentários