“Foi nosso pior jogo”, diz Everton após Grêmio perder em casa para o Libertad


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

 

Pela segunda rodada da Copa Libertadores da América, o Grêmio encarou o Libertad e perdeu por 1 a 0 em casa. Mesmo com todos os titulares à disposição, a atuação foi abaixo do esperado, todos os setores do grêmio apresentaram dificuldades. Faltou criatividade para buscar o gol. Com a derrota, o tricolor cai de posição e vai para a terceira colocação do grupo H.

 

Os primeiros cinco minutos do primeiro tempo, foram de pressão do time do Grêmio, que tocava a bola no seu sistema defensivo e tentava chegar ao ataque. Mas, com o tempo do relógio passando, o tricolor apresentou dificuldades. A dificuldade era na saída para o ataque. O Grêmio tinha mais posse de bola, mas o Libertad marcava bem, deixando o time gaúcho desencaixado. A equipe adversária atacava pouco, mas, foi deles, a primeira chance clara de gol. Aos sete minutos, Cortez perdeu a bola na defesa e o Libertad chegou com perigo, a bola foi para fora. Até os quatorze minutos, o Grêmio não teve chances claras de gol. Marinho, que mantinha o padrão em vista dos demais, foi quem teve a primeira boa chance. Aos onze minutos, ele roubou a bola no ataque e chutou com perigo, mas a bola foi para fora. O time paraguaio procurava explorar o lado esquerdo defensivo do Grêmio, nas costas de Cortez, e, por vezes, levava perigo. No final do primeiro tempo, o time tricolor apertou a defesa adversária, buscando o primeiro gol. O Libertad, parava as jogadas com faltas. O juiz deu dois minutos de acréscimo. Aos quarenta e seis, a equipe tricolor reclamou de pênalti, que não aconteceu. Logo após a reclamação, o time do Libertad fez o gol. 1 a 0.

 

Renato começou o segundo tempo fazendo trocas. André entrou no lugar de Vizeu, que sentiu a panturrilha. A primeira chegada foi do Libertad, aos dois minutos, em um erro no meio de campo tricolor. Paulo Victor defendeu. As dificuldades continuaram nos primeiros dez minutos da etapa complementar. O Grêmio buscava, mas o caminho do gol parecia distante. Portaluppi, irritado, aos treze minutos, tirou Maicon. Entrou Jean Pyerre. Marinho continuava tentando. Aos dezessete minutos, ele chutou, mas não levou dificuldades para o gol adversário. O tricolor começava a ganhar volume de jogo, quando Renato chamou Tardelli. Ele entrou no lugar de Marinho. Aos vinte e dois minutos, André chegou com perigo. Concluiu de cabeça dentro da pequena área e a bola passou por cima do gol. O time adversário apresentava cansaço, o tricolor chegava com mais frequência. Com sua entrada, Jean Pyerre mudou um pouco o jogo. Ele buscava a bola, fazia jogadas e finalizava. Aos trinta e dois minutos , ele chutou de fora da área e a bola passou perto do gol adversário. Aos trinta e nove, novamente Jean teve uma boa chance. Cobrou falta e a bola passou raspando o poste esquerdo. O tricolor esgotou as tentativas. O juíz deu quatro minutos de acréscimo. Em noite para esquecer a atuação, o Grêmio perdeu para o Libertad. 1 a 0.

 

O próximo desafio do Grêmio é na Arena. GreNal. Domingo, às 19h.

Comentários