D’Alessandro processará atletas da base do Grêmio por ofensas no Twitter


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

O Grenal 420, pela final do Gauchão 2019, ainda está dando o que falar. A partida teve pênaltis, o Grêmio levantando a taça e Odair Hellmann e D’Alessandro expulsos. E é exatamente o craque argentino do Inter que protagoniza o novo desdobramento do clássico  que vai aos tribunais. D’Alessandro decidiu processar jogadores da base gremista, por publicações feitas em rede social, durante o jogo da última quarta-feira (17).

Em conversa com a produção da Rádio Grenal, O advogado Mateus Marques, que representa o ídolo colorado, confirmou que entrarão com o processo na próxima semana. “Tivemos acesso às postagens e elas ultrapassam a ‘corneta’, a brincadeira, pois ofendem a família e o próprio atleta”, disse o advogado.

Marques esclareceu, ainda, que as atitudes configuram Difamação. Conforme o artigo 139 do código penal, o crime mencionado caracteriza-se pelo ato de “difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação”. A previsão de pena legal é detenção, de três meses a um ano, e multa. Penas menores que dois anos vão para o Juizado Especial Criminal, conforme o advogado de D’Alessandro, o que permitiria aos atletas gremistas cumprirem serviço comunitário e destinarem a multa a instituições de caridade, explicou Marques.

Os jogadores do Tricolor que fizeram as postagens motivadoras da ação são o goleiro Gabriel Grando, conhecido como Chapecó, e o zagueiro Ruan Tressoldi. Os dois possuem 19 anos e fazem parte do time de transição do Grêmio, última etapa da base antes do profissional. Procurados pela produção da Rádio Grenal, não retornaram o contato, até a noite desta sexta-feira (19).

O Assessor de Comunicação responsável pela base do Grêmio, Rodrigo Fatturi, também foi procurado pela nossa equipe e afirmou que, até o momento, o clube não fará nenhuma manifestação sobre o caso.

(Foto: Reprodução Instagram @dale10)

Comentários