Cuesta fala sobre retorno, parceria com Fuchs e cartões amarelos

Foto: Ricardo Duarte/ S. C. Internacional

Após o treino desta sexta-feira (31), véspera de semifinal do Campeonato Gaúcho, o zagueiro colorado, Victor Cuesta conversou com a imprensa sobre o retorno do futebol gaúcho nos gramados do interior, sua parceria na zaga, e o fato de estar pendurado.

Logo de início, Cuesta ressaltou a importância de um bom gramado, para uma boa atuação. Os elogios foram destinados ao CT Morada dos Quero-Queros, em Alvorada: “A última partida foi a melhor pelo estado do campo. No Grenal em Caxias, foi muito difícil jogar naquele campo. No segundo jogo, meus companheiros falaram que estava pior ainda. É difícil fazer análise dos primeiros dois jogos. O último foi o melhor. A gente espera continuar nesse caminho”.

O zagueiro também falou sobre sua relação com Bruno Fuchs, sua dupla de zaga. Apesar de só terem jogado juntos uma vez depois da volta do futebol, antes da pandemia, Fuchs era a principal escolha para ficar ao lado do argentino na defesa: “Tenho feito grandes jogos com o Bruno. Em seis jogos da Libertadores não tomamos gol. Acho que estamos nos conhecendo e se entrosando muito bem. Esperamos continuar dessa forma, pois é muito importante para a nossa equipe não tomar gol”.

Ao que tudo indica, Cuesta estará em campo neste domingo para encarar o Esportivo. No entanto, o zagueiro precisa estar atento, pois está pendurado, e corre risco de ficar fora da final, caso o Inter avance. Apesar de ligar os cartões tomados à falta de ritmo de jogo, o atleta que não vai colocar o pé no freio: “Infelizmente, estou pendurado. O primeiro jogo foi por falta de ritmo, cheguei tarde no Kannemann, pedi desculpas para ele, poderia ter machucado. Mas foi sem querer. E o segundo aqui, tive que cortar a jogada. Ficariam mano a mano com Lomba. Tive que ganhar o cartão. Mas não vou me poupar, vou jogar no limite, como faço sempre. E me preparar para não tomar cartão também”.

Durante a coletiva, chegou a notícia de que a Prefeitura de Porto Alegre havia liberado partidas  de futebol neste final de semana na capital, e que o colorado poderia enfrentar o Esportivo no Estádio Beira Rio.

– Muito importante. A gente queria muito. Já treinamos no Beira-Rio quando o prefeito liberou, e o campo estava muito bom. Agora, tem que colocar em prática tudo o que a gente treinou até então”, comemorou Cuesta.

O Inter enfrenta o Esportivo neste domingo, às 16h, no BeiraRio. A partida é válida pela semifinal do segundo turno do Gauchão, decidida em jogo único.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Prefeitura libera Arena e Beira Rio para receberem semifinais do Gauchão
Santos iguala proposta colorada, e vinda de Yuri Alberto fica indefinida
Deixe seu comentário