Coudet elogia vitória sobre Sport e destaca desempenho da equipe colorada: “Jogamos o que queríamos”

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

O colorado precisava vencer o Sport para se manter vice-líder do Brasileirão, e assim o fez. Em Recife, bateu o leão da ilha por 5 a 3 nesta quarta-feira (14), na Ilha do Retiro, pela 16ª rodada do Brasileirão, e garantiu a 2ª colocação na tabela, contando com um tropeço do Galo contra o Fluminense, que empatou em 1 a 1.

Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Eduardo Coudet comemorou os três pontos fora de casa, dizendo até que se satisfaz mais com o resultado, do que se preocupa com os  três gols sofridos. Isso porque, de acordo com o argentino, sempre será preciso aprimorar o trabalho: “É maior a satisfação. Preocupação, não. Sempre há coisas para corrigir. Já me perguntaram vocês se eu preferia ganhar de 1 a 0 ou 4 a 3. E eu disse que gostava mais de ganhar de 4 a 3. De 5 a 3, eu gosto ainda mais”.

O colorado entrou em campo com nove desfalques, além de Thiago Galhardo no banco, por preservação. Mas nem por isso deixou de fazer uma boa partida. Com dois gols de Patrick, um de Yuri Alberto, e um contra, do zagueiro do leão, Adryelson, o colorado voltou a marcar cinco gols em uma mesma partida cinco anos e um mês depois.

Acho que jogamos o que queríamos. Tem algo que a mim me deixa bem, além da vitória, é que seja dentro ou fora de casa, tentamos sempre jogar com a bola e ser agressivos. Às vezes, sai melhor, às vezes, não. Fizemos um bom jogo. Imagina que por um desgaste, hoje tive que deixar o artilheiro do Brasileirão. Temos gana de brigar pelas primeiras posições. Vai ser duro. É um grupo curto. Se estamos mentalizados, vamos competir em cada jogo”, disse Chacho.

Mas apesar do placar com oito gols, o que marcou mesmo a noite foi o retorno de Rodrigo Dourado aos gramados, 15 meses depois. Recuperado de um edema ósseo no joelho esquerdo, o volante entrou aos 23 minutos da segunda etapa para marcar sua volta com camisa colorada. Chacho ressaltou a importância do volante para e equipe, mas pediu paciência: “É importantíssimo para nós. Você vai vendo como se esforça, vai mudando os treinamentos, se vai adaptando. Falei antes do jogo. Ele se sentia bem. Obviamente sente falta ritmo de jogo. É normal. É um jogador que lê muito bem o jogo. É muito posicional seguramente vai crescendo à medida que some minutos. Temos que ter tranquilidade de não acelerar processos. Com o tempo, vamos ver o melhor Dourado“, finalizou.

Com a vitória, o Inter garante a vice-liderança do Brasileirão com os mesmos 31 pontos do líder Atlético-MG, mas com um jogo a mais. O próximo confronto é no domingo, às 18h15, contra o Vasco, no Beira-Rio, pela 17ª rodada do campeonato.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Em jogo de 8 gols, Inter vence o Sport por 5 a 3 fora de casa
Com a classificação garantida, Gurias Coloradas vencem o Minas Brasília e conquistam vantagem nas quartas de final do Brasileirão A1
Deixe seu comentário